logo
/ Reprodução - Netflix / Reprodução - Netflix
Entretenimento 16/10/2020

‘Bom dia, Verônica’: Janete é um personagem difícil, mas que precisa ser discutido; saiba mais

Você já assistiu a primeira temporada de “Bom dia, Verônica”? Se sim, possivelmente deve ter de alguma forma ficado incomodado com a personagem Janete (interpretada por Camila Morgado), certo?

Embora seja uma história difícil, ela retrata a história de milhares de mulheres brasileiras e por isso precisa ser abordada e discutida.

A partir deste ponto o texto contará com alguns spoilers, então se só siga com a leitura caso goste de ficar por dentro de tudo que acontece ou se já terminou de assistir a 1ª temporada, combinado?

Lembrando um pouco da trajetória de Janete, ela é uma personagem que se vê presa a um relacionamento tóxico, mas que devido seu isolamento não consegue identificar que é vítima de um casamento nocivo.

 

Leia também:

 

Ao longo de seus 8 episódios, “Bom dia, Verônica” traz à tona as faces da violência doméstica, mostrando, por exemplo, como mulheres sofrem psicologicamente, sendo influenciadas pelos parceiros de que um ato de violência aconteceu por culpa delas. Na série, é possível perceber uma destas situações, quando mesmo tendo o cabelo cortado pelo esposo, Janete continua acreditando que a culpa por isso ter acontecido é sua e segue com o casamento.

Não somente por esta situação, mas por diversas outras que são exibidas ao longo dos episódios da produção nacional, mesmo tendo uma história considerada “pesada”, o desenvolvimento da personagem Janete precisa ser abordado, pois traz um retrato da vida real, em que mulheres são agredidas e mortas diariamente por seus parceiros.

Em uma entrevista recente, a atriz Camila Morgado contou como foi o processo de construção de sua personagem e de qual forma buscou retratá-la. Assista abaixo o vídeo divulgado no YouTube.