Entretenimento

Ruby Rose será Batwoman, a primeira heroína gay da DC

Reprodução / Soapbox Agency

A Batwoman será a primeira heroína homossexual a estrelar uma série de televisão. Mais um personagem da DC Comics sai dos quadrinhos para as telinhas e será interpretado pela atriz Ruby Rose, reconhecida pelo seu papel na terceira temporada da produção da Netflix «Orange is the New Black».

ANÚNCIO

A série será produzida pelo canal norte-americano CW, que ainda não anunciou data de lançamento para o show. Mas já foi confirmado pela emissora que a Batwoman será apresentada pela primeira vez em dezembro deste ano, em episódio especial cruzado com outras séries da DC, com a participação de «Arrow», «The Flash», «Supergirl» e «Legends of Tomorrow».

Ruby Rose é uma das intérpretes LGBT mais famosas dos Estados Unidos e se identifica como gênero fluído. A também modelo anunciou no Instagram que está honrada e emocionada com o convite para estrelar a série.

Recomendados

«Isso é algo que eu teria morrido para ver na TV quando era uma jovem membro da comunidade LGBT que nunca se sentia representada na televisão, que se sentia sozinha e diferente», escreveu.

Batwoman

Assim como Batman tem Bruce Wayne, a Batwoman é o alter ego de Kate Kane, uma mulher lésbica e lutadora. Quando apareceu nos quadrinhos pela primeira vez, em 1956, não era homossexual.

Inicialmente, foi criada para ser par romântico do Batman e diminuir as especulações sobre o relacionamento amoroso entre Batman e Robin, o qual os pais das crianças leitoras cirticavam e alegavam servir de má influência.

Então, depois de um tempo fora das histórias em quadrinhos, a Batwoman retorna em 2006, lésbica e de ascendência judia.

Tags

Últimas Notícias