Entretenimento

Série com Wagner Moura, ‘Narcos’ estreia nesta sexta no Netflix

Há algo de muito próximo entre “Tropa de Elite” (2007) e “Narcos”, série em dez episódios que estreia nesta sexta-feira no serviço de streaming Netflix. Os elementos comuns não estão apenas na equipe de produção, ambas puxadas pelo diretor José Padilha, mas também pela temática e a forma de abordar problemas sociais que se refletem nos dias de hoje. (Confira o trailer no fim do texto)

Leia mais:

“Narcos”: Série sobre traficantes dos anos 80 estreia hoje no Netflix

Assim como no filme vencedor do Urso de Ouro no Festival de Berlim, há um personagem que narra a ação, também ele policial. Steven Murphy (Boyd Holbrook) é o agente do departamento antidrogas norte-americano deslocado para a Colômbia no fim dos anos 1980 com o objetivo de deter Pablo Escobar (Wagner Moura), criador do narcotráfico como conhecemos hoje.

“Narcos” se constrói na dualidade entre esses dois elementos, mas, também como “Tropa”, busca relativizar as ações deles ao deixar áreas cinzentas no que diz respeito à moral de cada um. Apesar de estar, em tese, do lado dos mocinhos da história, Murphy passa longe de ser o herói clássico. O mesmo acontece com Escobar, criminoso implacável e violento e, ao mesmo tempo, benfeitor de toda uma comunidade.

Com a série, Padilha e Moura pretendem discutir as origens do narcotráfico e da sangrenta política de combate às drogas ainda vigente, tida por ambos como falida. Isso se dá a partir de um roteiro preocupado em manter um ritmo de filme de ação, com direito a tiroteios e perseguições ao melhor estilo gato e rato.

A série reúne elenco misto de americanos, brasileiros, mexicanos e colombianos, tornando controversa a escolha de Moura como protagonista devido à falta do espanhol como língua nativa dele. Em entrevista ao Metro Jornal, em junho, o ator admitiu que esse foi seu principal desafio – maior até do que engordar 20 kg para incorporar o personagem.

Untitled-2

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos