Social

Geração Z revela sua fraqueza: fazer uma ligação pode levá-los às lágrimas

Desafios geracionais: aversão da Geração Z às chamadas telefônicas

Anna Shvets / Pexels

ANÚNCIO

A Geração Z, composta por jovens nascidos entre meados dos anos 1990 e início dos anos 2010, está enfrentando uma particular fraqueza que pode surpreender muitos: o ato de fazer uma ligação telefônica. Para esses jovens, a ideia de discar um número e falar ao telefone se transformou em um temor, muitas vezes relacionado à ansiedade social.

ANÚNCIO

Especialistas acreditam que a apreensão em relação às chamadas telefônicas está associada à ansiedade social, originada pelo medo de julgamento ou humilhação.

Com o constante acesso aos smartphones e a presença de aplicativos de mensagens, como o Snapchat e WhatsApp, muitos jovens da Geração Z preferem métodos de comunicação que permitem a revisão e o acompanhamento das conversas.

Muitos jovens compartilharam suas experiências, destacando a aversão às chamadas telefônicas. O receio de cometer erros ao falar, a falta de tempo para preparar respostas e o medo de situações inesperadas durante uma ligação são citados como motivos.

A preferência por mensagens de texto é explicada pela possibilidade de revisão, evitando silêncios constrangedores e prevenindo-se de possíveis julgamentos.

Mulher-no-telefone-picjumbo.com-Pexels

picjumbo.com / Pexels

Impacto na saúde mental

Para lidar com a ansiedade gerada por chamadas importantes, alguns membros da Geração Z recorrem a estratégias de preparação, como escrever possíveis respostas e antecipar cenários.

ANÚNCIO

No entanto, mesmo com essas precauções, muitos afirmam que o medo de falhar durante uma ligação pode contribuir para um aumento do estresse associado a esse meio de comunicação.

A aversão generalizada das chamadas telefônicas entre a Geração Z levanta a questão sobre o futuro desse meio de comunicação. Com a crescente disponibilidade de soluções online e formas alternativas de contato, é possível que as chamadas telefônicas se tornem cada vez menos populares, deixando espaço para métodos de comunicação mais controláveis e menos estressantes.

Essa tendência é uma manifestação clara das mudanças nos padrões de comunicação geracionais, destacando como as preferências e aversões evoluem em resposta ao avanço da tecnologia. O dilema atual enfrentado pela Geração Z em relação às chamadas telefônicas é um reflexo das transformações sociais e tecnológicas em curso.

ANÚNCIO

Recomendado:

Tags


Últimas Notícias