Social

Passageiro é retirado de avião por se recusar a sentar no meio

Discussão sobre mudança de assento resulta em expulsão de passageiro de voo

Um passageiro se viu obrigado a desembarcar de um avião depois de reclamar de forma expressiva por ter sido alocado em um assento do meio. A história começou quando ele reservou um voo de 10 horas e pagou por um lugar no corredor para ter mais espaço para as pernas. "Tenho 1,87 m de altura, então sempre tento conseguir assentos com espaço para as pernas", compartilhou no Reddit, reporta o Mirror.

Ao embarcar no avião, o passageiro se sentou, mas, dez minutos depois, um casal chegou e alegou que aquele era o seu assento. Ele explicou que havia reservado o assento, o que levou o casal a chamar uma comissária de bordo. "O homem me disse que meu assento foi alterado e que agora estou no meio de uma fileira de quatro lugares em um avião lotado", reclamou.

O passageiro insistiu: "eu quero um assento no corredor ou com mais espaço para as pernas, porque paguei por isso. Não quero ficar no meio de uma fileira de quatro lugares". Outro funcionário chegou e explicou que ele teria que mudar de lugar ou deixar o avião.

Quando o cliente protestou, a resposta foi curta e direta: "ela me disse novamente para sair do avião e procurar o balcão de atendimento ao cliente, ao que respondi 'não, isso está errado, isso é inaceitável'". Cinco minutos depois, o passageiro foi convidado a deixar o avião.

A empresa aérea justificou a decisão alegando que o passageiro havia se comportado de maneira hostil. "Eles me disseram para sair do avião, o que fiz porque não queria criar uma cena ou uma situação assustadora. Pedi para ficar a bordo, mas eles negaram. Fui considerado hostil, então não puderam me manter a bordo. Eles reservaram outro voo para mim, mas com uma escala, não direto. Estou chocado com essa situação", desabafou o passageiro.

O passageiro recorreu ao Reddit para pedir a opinião da comunidade online sobre seu comportamento. A maioria concordou que não era justo a companhia aérea mudar seu assento, mas apontou que usar palavras ofensivas e se irritar não era a solução.

Alguém comentou: "você poderia ter evitado usar palavrões, mas essa situação é 100% culpa da companhia aérea. Por que oferecer a opção de pagar por um assento específico se vão apenas realocá-lo para um lugar pior? Eu faria uma reclamação".

Outro acrescentou: "é lamentável, mas, em um avião, as comissárias de bordo são como deusas. O que elas dizem é lei, ponto final. Como você descobriu, discordar delas resulta na expulsão do avião, mesmo que estejam sendo injustas, o que claramente estavam. Às vezes, com muita educação, você pode tentar conseguir o que precisa, mas é preciso ser respeitoso e extremamente educado".

Outro usuário sugeriu: "no futuro, seja firme, mas educado. Explique por que precisa daquele assento e por que a opção oferecida é inaceitável. Peça para falar com o chefe de cabine ou o comissário principal. Explique novamente para ele ou ela. Você pode acabar tendo que escolher entre o assento que não deseja ou sair do avião (o que significa que você não embarcará naquele voo, pois o atendente de portão geralmente não conseguirá resolver se o voo estiver realmente lotado)".

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos