Social

Agente penitenciário pedófilo e HIV positivo é condenado a 22 anos por estupro de criança

Crimes chocantes levam a sentença rigorosa em Newcastle; vítima enfrenta processo doloroso de recuperação

Um agente penitenciário portador do vírus HIV, identificado como Martin Richards, foi sentenciado a 22 anos de prisão pelo Newcastle Crown Court após ser condenado por estuprar uma jovem, mesmo ciente de sua condição soropositiva.

O pedófilo de 50 anos deixou a vítima traumatizada, forçando-a a realizar exames de sangue e tomar medicamentos para verificar se havia sido infectada, diz o Mirror.

Cruel

Martin Richards, residente em Windsor Terrace, Northumberland, foi descrito como um agressor sexual "calculista e manipulador" pela mãe da vítima. Ela denunciou as ações horrendas de Richards, que deixaram sua filha com a infância "roubada".

A vítima foi submetida a uma série de procedimentos médicos devido aos abusos, impactando profundamente sua saúde emocional e confiança.

O juiz Gavin Doig proferiu a sentença, destacando a gravidade dos crimes cometidos por Richards. Apesar de ser portador do vírus HIV, Richards não hesitou em cometer crimes sexuais, resultando em uma sentença de 22 anos de prisão.

Além do tempo na prisão, Richards foi sujeito a uma ordem de prevenção de danos sexuais por tempo indeterminado e a uma ordem de restrição. Ele também está obrigado a assinar o registro de agressores sexuais pelo resto da vida.

Este caso chocante destaca a necessidade contínua de vigilância e proteção das vítimas de crimes sexuais, enquanto a sociedade busca maneiras de prevenir tais atrocidades e apoiar aqueles que sofreram traumas semelhantes.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos