Social

Trabalhadora do serviço social é acusada de abuso sexual e ameaça mãe de menino de 13

Suspeita de abuso sexual de menor ameaça mãe com arma e enfrenta novas acusações

Uma assistente social de Ohio (EUA), acusada de abuso sexual de um menino de 13 anos sob sua responsabilidade, causou alarme ao aparecer na casa da criança com uma arma. Segundo relatos, a mulher acusou a família de "arruinar sua vida" e ameaçou matar a mãe do adolescente e a si mesma, de acordo com o NYPost.

Payton Shires, de 24 anos, residente em Mount Sterling, foi acusada de conduta sexual ilegal com um menor em 6 de outubro, após alegadamente admitir o comportamento perturbador durante uma ligação telefônica com a mãe do menino e detetives de Columbus.

No entanto, a situação tomou um rumo ainda mais alarmante por volta das 17h30 de quinta-feira, quando Shires apareceu na casa do adolescente com uma arma, de acordo com o WBNS. A mãe do garoto estava ausente, mas percebeu a presença da jovem no quintal por meio da câmera da campainha de sua porta, conforme relatado pela emissora.

Agentes que responderam à ocorrência encontraram Shires sentada com uma arma apontada para a própria cabeça e o dedo no gatilho, gritando que iria se matar, de acordo com registros judiciais citados pela emissora.

A mãe do garoto teria relatado aos investigadores que Shires a ligou e disse que desejava matá-la, e depois tirar sua própria vida, alegando que ela e seu filho haviam arruinado sua vida.

@dailymailcrime

NEW: Payton Shires, the counselor who allegedly r*ped her 13-year-old client broke her bail agreement, by showing up to his home with a FIREARM. #fyp #crime #truecrime #shocking #paytonshires #shocking #crimejunkie #childsafety #disgusting #groomer #marykayletourneau #crimetok

♬ original sound - CrimeTok

Novas acusações

Shires enfrenta agora acusações adicionais de intimidação de vítima de crime e intimidação de testemunha de crime.

A suspeita trabalhava anteriormente para o National Youth Advocate Program, um grupo especializado em atender famílias envolvidas no sistema de acolhimento, de acordo com o Columbus Dispatch. Não ficou claro se ela estava encarregada do menino por meio desse programa.

A mãe do garoto procurou a polícia em 27 de setembro para relatar suas suspeitas após supostamente descobrir mensagens de texto inadequadas entre seu filho e Shires.

Os investigadores alegadamente encontraram imagens do menino e Shires em contato sexual. Quando interrogado, o garoto teria admitido ter tido relações sexuais com ela em pelo menos duas ocasiões em setembro.

Shires foi inicialmente detida sob fiança de US$ 500 mil, que ela pagou em 12 de outubro, mas a fiança teria sido revogada e ela permanecerá presa até a próxima audiência, em 6 de novembro.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos