Social

Na Rússia, sonhar com presidente da Ucrânia dá multa de R$ 2,5 mil

Influenciador foi multado por contar um sonho que teve nas redes sociais

Um tribunal russo considerou um cidadão culpado e o condenou a pagar uma multa de 30 mil rublos (cerca de R$ 2,5 mil) por “desacreditar o exército russo”. Seu crime? Sonhar com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky.

Embora a notícia soe inverossímil e beira às raias da loucura, foi divulgada pela agência Sibreal em 8 de dezembro. Ivan Losev não só foi condenado como não pode participar do julgamento para se defender, porque não foi informado sobre a data a tempo de comparecer.

Losev sonhou com o presidente ucraniano e escreveu um post para seus seguidores contando o sonho. Isso bastou para que o perseguissem.

“Hoje sonhei que fui convocado (para o Exército russo), levado para algum tipo de campo de treinamento, e naquele momento as Forças Armadas da Ucrânia, lideradas por Zelensky, invadiram o local”, postou Ivan na rede social, contando sobre o sonho. “Eles amarraram todo mundo, iam atirar e naquele momento Zelensky passou por mim e disse: ‘Ah, eu vi suas histórias no Instagram, Glória à Ucrânia!’. Eu respondo a ele: ‘Glória aos heróis!’ Zelenskyy alegremente me dá um tapinha no ombro e diz: ‘Então, deixe-o ir, atire em todos os outros.’ Então eu digo a ele: ‘Posso tirar uma selfie com você para o Instagram?’ Zelenskyy diz: ‘Você pode.’”, disse o cidadão russo em sua postagem.

LEIA TAMBÉM: Sequência impressiona ao mostrar força brutal de onça-pintada ao atacar jacaré gigante no Pantanal

O influenciador reagiu à notícia da condenação chamando-a de “idiota” e disse estar surpreso por ser punido apenas por contar um sonho.

Mas o que ele não levou em consideração foi que a postagem foi feita exatamente em um momento em que o governo russo ampliou a convocação para reservistas para tentar brecar o avanço do exército ucraniano, que vinha tomando territórios e expulsando as divisões russas, numa virada na guerra.

Após a convocação dos reservistas, milhares de russos passaram a fazer fila na fronteira para fugir do país.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos