Foco

Liberdade de Dani Alves: mais um dia sem dinheiro, mais um dia preso

Justiça espanhola concedeu liberdade provisória mediante pagamento de fiança de 1 milhão de euros

Jogador Dani Alves

Condenado pelo estupro de uma jovem em uma boate de Barcelona a quatro anos e meio de cadeia em regime fechado, o jogador brasileiro Dani Alves comemorou a decisão da Justiça espanhola que concedeu a ele liberdade provisória, porém continua presa e seguira encarcerado neste final de semana na Brians 2, presídio onde está desde janeiro do ano passado.

Ocorre que nem ele nem seus advogados conseguiram encontrar uma maneira, por enquanto, de levantar o dinheiro para a fiança, estipulado em 1 milhão de euros (cerca de R$ 5 milhões). Aventou-se a possibilidade de recorrer novamente ao pai do jogador Neymar para conseguir um empréstimo, já que o dinheiro de Dani Alves está bloqueado pela Justiça, mas essa opção já foi abandonada. O próprio pai de Neymar veio a público dizendo que não faria o pagamento, segundo a imprensa espanhola pressionado pela opinião pública.

Empréstimo bancário

De acordo com o jornal La Vanguardía, os advogados de Dani Alves passaram toda a manhã desta sexta-feira, até 14h, horário final para o pagamento, tentando levantar fundos, inclusive com pedido de empréstimo bancário. Os advogados chegaram a pedir que a Justiça expandisse em mais 1 hora o horário para pagamento, até 15h (horário da Espanha), mas mesmo assim não foi possível levantar a quantia.

Recomendados

Prisão Brians 2 de Sant Esteve Sesrovires

Segunda-feira, a partir das 9h, abre-se novamente a janela de pagamento da fiança. Enquanto isso, Dani terá que aguardar, ansioso, em sua cela, que essa novela tenha uma conclusão favorável.

AUMENTO DA PENA

Enquanto o ex-jogador luta para sair da prisão e aguardar em liberdade a sentença final, a advogada que defendeu a ré e o Ministério Público já manifestaram suas intenções de recorrer por uma pena maior.

Ester García, advogada que defendeu a jovem, classificou a concessão da liberdade provisória a Dani Alves apenas 2 meses após a condenação de “justiça para ricos”.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos