Foco

São Paulo decreta estado de emergência para dengue

Decisão permite ao governo do estado destinar recursos sem a necessidade de licitação

Mosquito da dengue

O governo do Estado de São Paulo decretou na manhã desta terça-feira o estado de emergência para a dengue, uma vez que o número de casos subiu para 300 por cada 100 mil habitantes

A decisão, tomada pelo Centro de Operações de Emergência (COE), da Secretaria Estadual da Saúde, segue instrução da OMS (Organização Mundial de Saúde) segundo qual a partir desse número de casos deve ser decretado estado de emergência para controlar a epidemia. O decreto do ‘estado de emergência’ permite que os gestores destinem recursos para combater a doença sem a necessidade de licitação e o suporte do governo federal.

Segundo o balanço oficial desta segunda-feira, 31 pessoas já morreram no estado de São Paulo vítimas da dengue, mas há ainda 122 mortes sendo investigadas. Já foram confirmados 138.259 casos da doença em praticamente todos os municípios de São Paulo.

Recomendados

Na Capital, de acordo com a Prefeitura, grande parte das infecções está concentra em 15 bairros das zonas norte, sul, leste e oeste. São : Vila Jaguará, Parque São Domingos, Itaquera, Jaçanã, São Miguel Paulista, Vila Leopoldina, Anhanguera, Tremembé, Campo Limpo, Vila Maria, Guaianases, Lapa, Água Rasa, Lajeado e Vila Medeiros.

São Paulo não é o único estado que deve decretar estado de emergência, uma vez que a epidemia já atingiu 1.017.278 casos prováveis em todo território nacional e no âmbito nacional já tenha atingido 501 casos por 100 mil habitantes.

O Ministério da Saúde alerta que 75% dos focos do mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti, estão dentro dos domicílios, por isso é imprescindível que os governos locais façam campanhas educativas e visitar nos domicílios para detectar focos e controlar a doença.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos