Foco

Levantamento revela quais os carros mais visados por criminosos e os bairros afetados, em SP

Dados divulgados por empresa de rastreamento aponta aumento de 8,2% nos crimes em 2023

Movimento deve durar por 24h

O número de furtos e roubos de veículos em São Paulo teve uma alta de 8,2% em 2023, na comparação com o ano anterior. O levantamento feito pela Ituran, empresa especializada em rastreamento veicular, foi divulgado nesta semana pelo site UOL. O estudo revela quais os modelos mais visados pelos criminosos, além dos bairros afetados pela violência.

Conforme a pesquisa, feita com base em dados oficiais da Secretaria de Segurança de São Paulo (SSP-SP), de janeiro a dezembro de 2023 foram registrados 57.501 casos de roubos e furtos de carros de passeio na Capital e na Grande São Paulo. Em 2022, esse número foi de 53.154 ocorrências.

O levantamento revela que o carro mais visado pelos assaltantes foi o Volkswagen Gol, com 3.583 registros de furto ou roubo, o que representa uma alta de 5,5%. No ano anterior, foram 3.396 veículos do mesmo modelo.

Recomendados

Em segundo lugar apareceu o Fiat Uno, que teve 3.310 registros de roubos ou furtos de janeiro a dezembro de 2023, uma alta de 8,3% em relação a igual período de 2022. Logo na sequência aparece o Chevrolet Onix, com 3.175 ocorrências, sendo que houve uma queda de 13,7% na comparação com o ano anterior.

A lista segue com Hyundai HB20 (2.904 roubos ou furtos em 2023); Chevrolet Corsa (2.897); Ford Ka (2.498); Fiat Palio (2.443); Fiat Argo (2.240); Volkswagen Fox (1.763); Renault Sandero (1.383).

A reportagem do UOL destaca que, apesar de não liderem a lista dos mais visados, os índices envolvendo o Fiat Argo e Renault Sandero chamaram a atenção. Isso porque o primeiro veículo registrou uma alta de 57,5% nos furtos e roubos, passando de 1.290 casos em 2022 para 2.240 no último ano. Já o segundo modelo teve um aumento de 555 casos para 1.383, o que representou uma alta de 39,8%.

Bairros mais afetados

Conforme o levantamento da Ituran, considerando apenas a Capital, o aumento nos casos de roubo ou furto foi de 9,3% em 2023, com 35.248 ocorrências, ante 32.257 em 2022.

O bairro do Ipiranga, na Zona Sul, é o mais afetado por esse tipo de crime, com alta de 20,9% em 2023. Foram 968 registros, contra 780 no ano anterior. Logo depois aparece o Tatuapé, na Zona Leste, onde os criminosos roubaram 924 veículos no ano passado, ante 880 em 2022 - um aumento de 10,9%.

Já Itaquera é o terceiro bairro mais visado, onde ocorreram 748 crimes em 2022, contra 797 no ano passado, uma alta de 6,6%.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos