Foco

‘Devemos evitar mortes’, alerta consultor da OMS sobre surto de dengue

Brasil tem surto histórico de dengue que pode durar até maio, segundo infectologista

Mosquito da dengue

Estimativas do Ministério da Saúde alertam que o Brasil pode chegar a 4,2 milhões de casos de dengue neste ano, quase o triplo registrado em 2023, que ficou em 1,6 milhão.

Segundo Kleber Luz, infectologista da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e consultor da Organização Mundial da Saúde (OMS), é difícil evitar o crescimento de números de casos no país.

“Isso vai acontecer, é pouco provável que o governo consiga conter [a alta nos casos]. Mas é preciso mitigar o problema. Capacitar médicos, enfermeiros, equipes de saúde para tratar a dengue de forma adequada, disponibilizar insumos, como soro, para que as pessoas sejam tratadas. O que devemos fazer é evitar as mortes”, diz Kleber em entrevista.

Recomendados

Ainda segundo os dados, até 22 de fevereiro, o Brasil tinha com mais de 740 mil casos prováveis de dengue, quase 350% em relação ao mesmo período do último ano. Ao todo são 151 mortes por dengue confirmadas e 501 sendo investigadas.

LEIA TAMBÉM: Chuva deixa cidade de São Paulo em estado de atenção para alagamentos

“A curva está tendo uma inclinação muito positiva desde o início do ano, e isso é ruim. O gráfico deveria subir mais lentamente, e não é isso que estamos vendo. A expectativa é que a gente bata todos os recordes de dengue em 2024, já que a largada começou com alta velocidade”, explica o consultor da OMS.

Pico da dengue

O também infectologista e coordenador científico da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), Alexandre Naime,diz que é impossível confirmar quando será o pico da doença no Brasil, mas que alguns meses são previsíveis.

“Só dá para adivinhar o pico quem tiver a bola de cristal. Depende muito das condições climáticas. Se tivermos temperaturas muito altas, muita chuva, o pico pode ser entre abril e maio. Se ocorrer o contrário e a temperatura cair, pode ser em março e abril”.

⋅ ⋅ ⋅ ⋅ ⋅ ⋅ ⋅ ⋅ ⋅

LEIA MAIS:

Mulher é estuprada dentro de delegacia no Guarujá

Após cirurgia, policial civil aposentado tem surto e atira em enfermeira no Hospital do Servidor Público de SP

Idosa se recusa a descartar água parada e polícia é acionada no PR

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos