Foco

Mais um dia de caos em SP: motoristas de ônibus ameaçam parar nesta sexta-feira

Na semana, paulistanos já enfrentaram greve nos trens e metrô

Ônibus roda pelas ruas de São Paulo

Os motoristas e cobradores de São Paulo prometem paralisar a Capital nesta sexta-feira em protesto contra a decisão da Justiça de cancelar o resultado das eleições do Sindicato dos motoristas e trabalhadores dos ônibus de São Paulo, o SindMotoristas, na semana passada.

A chapa do atual presidente, José Valdevan, foi derrotada, porém a chapa vencedora da eleição foi impedida de tomar posse após uma ação movida por outras três chapas que concorriam no pleito.

Segundo os trabalhadores que apoiaram a chapa 4, a decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) fere o direito de autodeterminação dos sindicados, mas as pena caso a decisão seja descumprida é uma multa de R$ 50 mil.

A atual diretoria, vencida no pleito, nega a greve desta sexta-feira e disse que a eleição foi fraudulenta.

Caso a categoria realmente paralise os trabalhos em São Paulo, será a segunda greve da categoria em menos de 10 dias. Na semana passada, vários terminais foram fechados pelos motoristas e cobradores em meio à eleição na nova diretoria.

Nesta semana, o paulistano também enfrentou paralisação dos serviços dos trens e metrôs, que protestavam contra a privatização da Sabesp e pararam os serviços da maioria das linhas que atende a Capital pelo Metrô e CPTM.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos