Foco

Para escapar da condenação, aluna que desviou dinheiro da formatura na USP tenta alegar problemas psiquiátricos

Alicia Dudy Muller desviou cerca de R$ 1 milhão do fundo de formatura de estudantes de medicina

Ela vai responder em liberdade

Acusada de desviar pelo menos R$ 1 milhão do fundo de formatura de estudantes de medicina da USP, Alicia Dudy Muller tentou conseguiu que o juiz autorizasse uma perícia psiquiátrica para comprovar que quando cometeu a fraude, segundo notícia de colunista do UOL.

A estudante de medicina, que já confessou o estelionato, disse à Justiça que sofria crises de ansiedade durante o período universitário e teve que passar por psiquiatra e tomar remédio controlado e que na época do desvio estava com seu estado emocional agravado após interrupção dos medicamentos.

Em sua declaração, o juiz que avaliou o pedido, e o rejeitou, disse que os “transtornos de ansiedade e crises decorrentes da interrupção do tratamento médico não são capazes de cercear a capacidade de entendimento da situação”.

Recomendados

RELEMBRE O CASO

Alicia foi indiciada depois que um dos colegas registrou um boletim de ocorrência contra ela pelo desaparecimento do dinheiro da formatura e ela teve seu sigilo bancário quebrado.

Ela usou parte do dinheiro que seria usado na formatura dos alunos e sua turma de medicina para comprar um Ipad Pro, de R$ 6 mil, alugar um apartamento por R$ 3,7 mil durante cinco meses e alugar um carro por R$ 2 mil mensais.

Ela também gastou dinheiro fazendo uma série de apostas na loteria, gastando cerca de R$ 9 mil por dia, na expectativa de recuperar o dinheiro gasto, e chegou a faturar R$ 326 em premiações da Lotofácil, entre abril e julho de 2022.

Em sua defesa, ela alegou que os recursos não estavam sendo “bem administrados” pela empresa contratada e resolveu assumir as aplicações, mas perdeu os valores com “investimentos ruins”.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos