Transição do infantil para o fundamental: como ajudar a criança nessa adaptação

"A família tem papel fundamental nesse período", destaca a pedagoga Iolene Lima

Por Canguru News

 

A transição da Educação Infantil para o Ensino Fundamental é um período repleto de mudanças para os alunos e para os seus pais. A classe muda de configuração, o professor é novo, os conteúdos são mais complexos e a criança ganha mais autonomia nos estudos. "O medo do desconhecido e do novo faz com que as crianças iniciem o Ensino Fundamental I temendo atividades avaliativas, bem como o aumento da autonomia em sala de aula e nos intervalos. Os temores, em muitos casos, se estendem aos pais", explica a pedagoga Iolene Lima, em coluna para a Canguru News.

Mas, diz ela, é possível ajudar as crianças para que o ingresso nessa etapa tão importante da vida escolar ocorra de maneira mais tranquila. Iolene ressalta que cada criança tem sua individualidade e pode apresentar uma reação diferente. Há alunos que se adaptam rapidamente, mas existem também os que resistem, choram, rejeitam. Sendo a insegurança parte inerente do processo, é importante não negar esse sentimento. "Expressar diferentes emoções diante do desconhecido faz parte do início do ano letivo", afirma a pedagoga, lembrando que 2020 foi um ano atípico, marcado por uma pandemia, que inevitalmente tem peso nas emoções que trazemos.

Leia também: 10 ações para ajudar na readaptação da rotina escolar do seu filho

Há alunos que se adaptam rapidamente, mas existem também os que resistem, choram, rejeitam. Sendo a insegurança parte inerente do processo, é importante não negar esse sentimento.

Para facilitar a adaptação das crianças na transição do ensino infantil para o 1º Ano do Ensino  Fundamental, devido às mudanças nas estruturas física e pedagógica entre esses níveis de ensino, a pedagoga Iolene Lima dá algumas sugestões de atividades:

Conhecer o espaço físico da escola: portaria, salas de aula, laboratórios, bibliotecas e espaço de recreio antes do início das aulas presenciais. Ligue e agende na escola;

Marcar um encontro com a Coordenação Pedagógica para maiores informações sobre a dinâmica do 1º Ano;

• Tentar uma conversa com as professoras do 1º Ano para esclarecimentos sobre pontos importantes da rotina em sala de aula;

Para que a transição seja vivenciada de forma leve e repleta de boas expectativas, a família tem papel fundamental nesse período. É preciso encorajar a independência das crianças para descobrirmos suas potencialidades, certos de que estaremos por perto para ajudar e apoiar em tudo o que precisarem, conclui a educadora.

Leia também: Educação infantil: escolas não farão revezamento de crianças em São Paulo

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter. É grátis!

Loading...
Revisa el siguiente artículo