Foco

Parques fecharão nos fins de semana

Visitante em isolamento no Ibirapuera | Andre Ribeiro/Brazil Photo Press/Folhapress

Depois do feriado do aniversário da cidade, a capital entrou ontem no seu primeiro dia útil após o rebaixamento para a fase 2-laranja da quarentena e com uma mudança em relação aos parques.

ANÚNCIO

Nesta etapa menos flexível, as áreas verdes municipais tiveram o seu horário de funcionamento reduzido. Os espaços vão abrir a partir das 8h e fechar os portões às 16h – e com limite de capacidade para até 40% do público.

As novas regras, que começaram a vigorar ontem, valem para todos os parques administrados pela prefeitura ou por uma concessionária, como é o caso do Ibirapuera (zona sul), que antes funcionava das 5h à 0h.

Recomendados

Já os parques gerenciados pelo estado na capital têm horários distintos, alguns abrem a partir das 6h, como é o caso do Villa-Lobos (zona oeste), mas todos serão fechados até as 20h.

Nos fins de semana, as mudanças em pleno verão serão ainda mais duras. Com a nova determinação que vai colocar todo o estado na fase 1-vermelha, a mais restritiva da quarentena, os parques serão fechados para o público aos sábados e domingos – tanto os municipais quanto os estaduais, incluindo aí o Zoológico e o Zoo Safari.

As restrições, que fazem parte do plano para tentar conter  o avanço da pandemia, valerão inicialmente para os próximos dois fins de semana: dias 30 e 31 de janeiro e 6 e 7 de fevereiro. A partir daí, uma nova reclassificação será anunciada.

As academias também têm mudanças. Na fase 2-laranja, os espaços só podem funcionar por até oito horas por dia, com obrigação de encerrar até as 20h. Nos fins de semana na fase 1-vermelha, as academias devem ficar fechadas.  

Tags

Últimas Notícias