Foco

Bolsonaro reconhece vitória de Biden

O presidente Jair Bolsonaro parabenizou ontem, aos 45 minutos do segundo tempo, o democrata Joe Biden pela vitória na eleição norte-americana contra seu principal aliado, Donald Trump. O reconhecimento do brasileiro acontece um mês depois do resultado das urnas nos EUA.

Em entrevista ao Brasil Urgente, programa da TV Bandeirantes, Bolsonaro afirmou que, minutos antes de entrar no ar, teria orientado o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, a estreitar relações com o futuro presidente de um dos principais parceiros comerciais do Brasil.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Recomendados

“Dei um ‘start’ para o nosso ministro Ernesto Araújo [Relações Exteriores], para ele fazer essa comunicação nossa, nas redes oficiais do governo. Depois, nas minhas redes particulares”, disse Bolsonaro. E completou: “Da minha parte, e da parte dele com toda certeza, o americano é pragmático, nós vamos fazer um trabalho de cada vez mais aproximação.”

Nas redes sociais do presidente, o ministro obedeceu o chefe e escreveu uma saudação ao democrata e disse que espera que os Estados Unidos continuem “a terra dos livres e o lar dos corajosos”.

“Estarei pronto a trabalhar com o novo governo e dar continuidade à construção de uma aliança Brasil-EUA, na defesa da soberania, da democracia e da liberdade em todo o mundo, assim como na integração econômico-comercial em benefício dos nossos povos”, disse o presidente brasileiro.

Agora, a única nação que ainda não se pronunciou sobre a vitória de Biden é a Coreia do Norte, liderada pelo ditador Kim Jong-un.  

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos