Aurora Dourada: Grécia condena partido neonazista

Por Metro World News

Em julgamento histórico, o partido grego neonazista, chamado Aurora Dourada, que já ocupou grandes cargos no parlamento grego em meio à crise de 2010, foi declarado na quarta-feira (7) como uma “organização criminosa”. A resolução, que estava em processo há cinco anos, também condenou, além dos líderes, 45 membros do partido.

A decisão foi recebida com aplausos pelas 15 mil pessoas reunidas no Palácio da Justiça, em Atenas, que logo ocuparam as ruas.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Vale Outubro

De acordo com David Magalhães, professor de relações internacionais da PUC-SP e fundador do Observatório da Extrema Direita, tudo no partido remete ao nazismo, inclusive o nome, logotipo, símbolos e plataforma ideológica.

“É impressionante pensar que, no meio da crise econômica grega, em 2012, esse partido neonazista tenha ficado em sexto lugar, conquistando 21 cadeiras no parlamento grego. O grupo foi responsável por vandalizar sinagogas, cometeram violência contra oponentes políticos, homossexuais e minorias étnicas, típico de esquadrões fascistas como a SA, na Alemanha, ou Camisas Negras, na Itália. Demorou, mas enfim foram enquadrados como eles realmente são: criminosos nazistas”, diz o especialista.

O Aurora Dourada nega qualquer ligação direta com  ataques e descreveu o julgamento e as acusações contra a liderança do partido como uma “conspiração sem precedentes”, com o objetivo de conter o aumento da sua popularidade. 

Loading...
Revisa el siguiente artículo