Foco

Coronavírus: China recomenda que moradores ‘se livrem’ de bichos de estimação

Reprodução/ Zhou Tianxiao

Autoridades em diversas comunidades chinesas começaram a pedir que moradores parem de manter animais de estimação, segundo reportagem desta sexta-feira (31) no Daily Mail. A alternativa, segundo o veículo, seria sacrificá-los.

ANÚNCIO

As orientações vêm sendo emitidas por representantes de comitês residenciais, autoridades locais e mesmo empresas de diversas províncias do país asiático.

LEIA MAIS:
Coronavírus: MP vai detalhar quarentena de brasileiros repatriados
Sanitarista tranquiliza foliões sobre risco de coronavírus no carnaval

Recomendados

Governantes de um vilarejo na província de Hebei, que acumula 74,7 milhões de habitantes, ordenaram que moradores «livrem-se» de seus bichos domésticos no prazo de cinco dias – ou autoridades «cuidariam» deles.

Na cidade de Wuhan, onde o coronavírus foi inicialmente detectado, uma vizinhança proibiu residentes de deixarem seus animais saírem de casa. Em panfletos espalhados pelas ruas, governantes ameaçaram capturar, matar e enterrar animais que fossem vistos fora das casas.

Outro complexo residencial na metrópole Shanghai ordenou que moradores não alimentassem animais de rua para, segundo comunicado, «controlar e prevenir a epidemia».

A Organização Mundial de Saúde (OMS), que recentemente elevou a classificação do coronavírus para «emergência global de saúde», afirma que não há evidências até o momento de que o vírus possa afetar cães e gatos.

Tags

Últimas Notícias