Coreia do Norte encerra moratória em testes nucleares

Por Ansa

A Coreia do Norte anunciou nesta quarta-feira (1º) o fim da moratória em testes de armas nucleares e mísseis balísticos, o que pode reabrir a espiral de tensão com os Estados Unidos.

Segundo a agência oficial KCNA, o líder Kim Jong-un também afirmou que o "mundo conhecerá uma nova arma estratégica no futuro próximo". "Não há motivos para nos sentirmos ligados a compromissos unilateralmente", declarou.

Ainda de acordo com a KCNA, Kim disse que os EUA fazem exigências "contrárias aos interesses fundamentais" da Coreia do Norte e adotam uma "postura de gângster". Ele havia dado prazo até 31 de dezembro para Washington apresentar uma nova abordagem nas tratativas.

Kim havia suspendido os testes nucleares e balísticos por conta das negociações com os EUA para desnuclearizar a península, mas as conversas estão travadas desde fevereiro de 2019, quando o presidente Donald Trump abandonou de forma abrupta uma cúpula bilateral em Hanói, no Vietnã.

O último teste de míssil balístico na Coreia do Norte ocorreu em novembro de 2017, com um projétil intercontinental capaz de chegar ao território americano. Desde então, o regime de Pyongyang lançou apenas armas de curto alcance.

Kim exige o fim das sanções internacionais para desmantelar seu principal complexo nuclear, mas Trump quer que o país asiático abra mão de todo o seu arsenal atômico. Na noite da última terça (31), o presidente dos EUA afirmou acreditar que o líder norte-coreano é um "homem de palavra".

"Assinamos um contrato em Singapura [em junho de 2018] que fala de desnuclearização, era a frase número um", disse.

Loading...
Revisa el siguiente artículo