Foco

Bibliotecas de SP vão oferecer aparelhos para cegos ouvirem os livros

Fábio Nunes/Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência

As bibliotecas da cidade de São Paulo vão receber aparelhos para ajudar pessoas com deficiência visual. Um dispositivo, semelhante a um óculos, escaneia o texto e o transforma em áudio. Ele também serve para pessoas com dislexia e deficit de atenção.

ANÚNCIO

Leia mais:
Vinny abandona a carreira de cantor e agora é filósofo
Doutor Estranho 2 é confirmado pela Marvel

A estimativa da Prefeitura é que até até o fim de 2020, cada uma das 54 bibliotecas municipais tenha um par. «Com esses óculos, elas poderão pegar qualquer livro da estante e ter acesso a esta obra, sem depender de livros traduzidos em braile ou audiolivros», disse o prefeito Bruno Covas (PSDB).

Inicialmente, 12 bibliotecas serão atendidas: Mário de Andrade e Monteiro Lobato, no centro; Centro Cultural São Paulo, Paulo Duarte e Viriato Corrêa, na zona sul; Affonso Taunay, Hans Christian Andersen e Paulo Sérgio Millet, na zona leste; Alceu Amoroso Lima e Mário Schenberg, na zona oeste; e Álvares de Azevedo e Brito Broca, na zona norte.

Tags

Últimas Notícias