Foco

Foto de alunos da UFABC sem calça gera polêmica

Uma foto de alunos da UFABC (Universidade Federal do ABC) dentro do campus de Santo André com as calças baixadas e fazendo gestos em que se referem ao órgão genital feminino causou polêmica nesta quarta-feira nas redes sociais. O ato está sendo classificado por muitos estudantes da instituição como machista e sexista.

Segundo alunos da universidade, a imagem foi registrada anteontem, durante atividades da SIU (Semana de Integração Universitária), em que novos estudantes são recepcionados pelos veteranos.

Na foto, há seis homens com as calças baixadas, sendo que cinco deles faziam o gesto. Há também duas mulheres beijando o rosto de um homem fantasiado de tamanduá, que é o mascote da Axis (Associação Atlética Acadêmica 11 de Setembro), composta por alunos da UFABC.

A imagem foi publicada em um grupo de estudantes da universidade no Facebook, que tem cerca de 19 mil integrantes, junto com um texto que elogiava a recepção aos novos alunos e tinha uma hashtag com os dizeres “UFABC não usa calça”. Após a polêmica e acusações de machismo e sexismo, a mensagem foi apagada.

No mesmo grupo, horas depois, uma estudante postou texto dizendo que ela e uma amiga eram as garotas da foto. “Estamos muito chateadas e arrependidas por termos feito parte disso. Nós somos mulheres e repudiamos qualquer atitude machista ou preconceituosa.”

Um dos jovens que aparece na foto também publicou texto se desculpando. “Assumimos a culpa e aceitaremos todas as críticas, pois temos noção que nossa ação foi deplorável”, diz parte da mensagem.

O DCE (Diretório Central dos Estudantes) do campus de Santo André emitiu ontem uma nota de repúdio sobre o caso. “As entidades e os movimentos que subscrevem esta nota consideram imprescindível que a administração da universidade tome as devidas providências para não permitir que eventos que, direta ou indiretamente, promovam esse tipo de comportamento”, diz parte do texto.

Em nota de retratação publicada na página oficial do Facebook, a Axis disse que  não compactua com atitudes machistas, misóginas e violentas. “Assumimos mais uma vez nossa culpa no ocorrido, pedimos desculpa aos bichos (apelido dado aos novos estudantes) por passarem por isso em um evento que tinha como finalidade integrar e recepcioná-los da melhor forma possível”.

Universidade

Em nota, a direção da UFABC disse que lamenta o episódio e manifesta seu repúdio a qualquer forma de desmoralização da mulher ou qualquer tipo de constrangimento.

“Respeito, ética e urbanidade são valores essenciais para a manutenção de um ambiente acadêmico saudável, e a universidade sempre os defenderá”, diz.

A UFABC afirma ainda que dispõe de vários canais e setores para que denúncias de casos de desrespeito e violência sejam registrados, investigados e coibidos, mas não informou quais são eles.

Vai além da imaturidade, diz psicóloga

Para a psicóloga Carla Martin, a atitude dos universitários recém-iniciados na UFABC vai “muito além da imaturidade” pela pouca idade. “Isso se repete, inclusive, entre os mais velhos. Houve caso em que fizeram algo parecido para o álbum de formatura”, afirma.

No mês passado, outra  polêmica ocorreu após a divulgação de uma foto de alunos de medicina da Universidade de Vila Velha, no Espírito Santo, que posaram também de calças baixadas e fazendo os mesmo gestos dos estudantes da UFABC, supostamente durante uma sessão de fotografias para a formatura.

“É uma questão cultural. O machismo está na nossa sociedade e é reproduzido o tempo todo, inclusive na universidade. Isso está tão enraizado que, em muitas vezes, a pessoa só se dá conta do erro e da proporção do ato após receber críticas mais severas”, opinou Carla.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos