Foco

Paralisação deverá afetar transporte, escolas e bancos em Porto Alegre

A paralisação convocada por sindicatos e movimentos sociais contra reformas defendidas pelo governo federal, opõe dois direitos constitucionais: o de trabalhadores fazerem greve e o de população ir e vir. Advogados ouvidos pelo Metro citam o mesmo artigo 9 da Constituição para dizer que “é legal”, e para afirmar que “é ilegal”.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos