Brasil

Ex de Youssef capa da Playboy é indiciada na Lava Jato

Ela contou que foi a primeira pessoa para quem o doleiro mandou mensagem da prisão / Autumn Sonnichsen/Divulgação Playboy

A Polícia Federal indicia a modelo Taiana de Souza Camargo, ex-amante do doleiro Alberto Youssef, pelo crime de ocultação de bens, direitos e valores. De acordo com a PF, a modelo sabia das atividades ilícitas do doleiro ou ao menos presume-se que soubesse. O indiciamento foi formalizado no dia 13 de março deste ano.

O delegado Ivan Ziolkowski, que assina o documento, falou da dificuldade em tomar o depoimento da modelo e, por isso, o indiciamento foi indireto. O relatório da Polícia Federal aponta que o doleiro Alberto Youssef transferiu um apartamento em São Paulo e uma sociedade em um restaurante para Taiana.  O objetivo da transferência era ocultar patrimônio.

Em janeiro de 2015, a modelo foi capa da revista Playboy e em entrevista contou como conheceu Youssef, que foi preso em março de 2014.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos