Foco

Após quase 2 anos de queda, emprego formal cresce em fevereiro

O Brasil registrou criação líquida de 35.612 vagas formais de emprego em fevereiro, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgado pelo Ministério do Trabalho neste quinta-feira, primeiro dado positivo mensal desde março de 2015 (+19.282 vagas).

ANÚNCIO

De maneira incomum, o dado foi anunciado em coletiva de imprensa pelo presidente Michel Temer e pelo ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, no Palácio do Planalto, em meio ao um momento político sensível após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pedir ao STF (Supremo Tribunal Federal) a abertura de inquérito de seis ministros do governo.

Leia mais:
Brasil fecha 40.864 vagas de trabalho com carteira assinada em janeiro
Desemprego fecha 2016 com taxa média de desocupação de 20,9%, diz IBGE

Recomendados

Em seu discurso, Temer afirmou ter certeza que a inflação fechará o ano abaixo do centro da meta de 4,5% e também afirmou que o Congresso Nacional continuará apoiando as medidas de seu governo.

Mencionando a vida «indigna» dos brasileiros que ainda estão desempregados, Temer reconheceu que o dado é apenas «um começo». «Nós temos muitos milhões de brasileiros que dependem de empregos, mas é preciso começar. E o começo veio com essa notícia que estou dando a vocês».

De acordo com ele, o «otimismo deve guiar» os passos do governo e da economia. «Mais que nunca, eu verifico interesse de investimentos estrangeiros no nosso país», disse, citando as reformas e medidas de ajuste que o Planalto vem implementando ao longo dos últimos meses.

Em um elogio ao apoio do Congresso na aprovação das propostas, Temer disse que as medidas reforçam a «estabilidade das instituições».

Tags

Últimas Notícias