Foco

Manifestação contra reforma da Previdência no Rio termina em confronto

Uma briga que começou com o enfrentamento de estudantes mascarados contra guardas municipais acabou antecipando o fim da manifestação contra a reforma da Previdência no Rio de Janeiro nesta quarta-feira (15). Após os estudantes lançarem alguns rojões contra o posto da Guarda Municipal, que fica em frente à Central do Brasil, os próprios sindicalistas que participavam do ato iniciaram uma briga com os mascarados. Pedras foram lançadas no meio do protesto, por ambos os lados.

Em seguida, um efetivo da guarda começou a reprimir os estudantes com bombas de gás e o uso cassetetes. Os mascarados reagiram com mais rojões e pedras contra a guarda. Por causa do tumulto, o ato que previsto para continuar acabou interrompido e os manifestantes se dispersaram. A caminhada havia começado na Igreja da Candelária, de onde seguiu até a Central do Brasil.

As pistas da avenida Presidente Vargas foram bloqueadas para o trânsito em ambos os sentidos.

Protestos pelo Brasil

Padres Franciscanos se manifestam contra a Reforma da Previdencia durante o Encontro Nacional dos Franciscanos | Frei Orestes Serra/Arquivo Pessoal

Manifestação contra a Reforma da Previdência no Recife | Frente Brasil Popular

Garis do Rio de Janeiro protestam contra a reforma da Previdência | Força Sindical

Ministério da Fazenda, em Brasília, é ocupado por manifestantes | Lula Marques/AGPT

Protesto na Paulista reuniu mais de 250 mil, segundo a CUT | Ricardo Stucker/Instituto Lula

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos