Foco

Buscando reeleição em Cariacica, Juninho ressalta administração sem corrupção

Defendendo a bandeira de conhecer bem o funcionamento do Executivo municipal e de ter administrado a cidade em momento de crise, o prefeito de Cariacica, Geraldo Luzia de Oliveira Junior, o Juninho (PPS), está no segundo turno após ter recebido 35% dos votos no pleito, ficando em segundo lugar. Em entrevista ao Metro, o prefeito rebate críticas a respeito de sua gestão e reafirma ter  governado em tempos difíceis. Já em relação ao principal adversário na disputa, Juninho explica ser mais capaz  por já saber como funciona o Executivo e destaca a Saúde e a Educação como as prioridades em seu novo mandato.

O VOTO

Estamos acostumados a administrar na dificuldade. Cariacica não pode perder tempo. A gente sabe que várias cidades estão com as contas desequilibradas, salários atrasados, ou mantidos na lama da corrupção. Com todas as dificuldades encontradas, mantivemos as contas equilibradas e ninguém me vê metido em nenhum ato ilícito. Qualquer um que entrasse agora, que não fosse o prefeito Juninho, teria que montar uma equipe, implementar o plano de governo, começar a conhecer o que é ser executivo, porque você ser legislativo é uma coisa completamente diferente.

Recomendados

FALHAS E ACERTOS

Um dos principais acertos é também uma das coisas que temos que melhorar muito:  a saúde. A nossa decisão de fechar o PA (Pronto-Atendimento) de Itacibá e abrir o PA do Trevo, para atender o dobro do que se atendia em Itacibá, foi uma ação ousada, mas também acertada. A mesma coisa em relação à UPA 24 horas de Flexal, que vamos concluir  em novembro. Assim, haverá distribuição regionalizada da população que procura urgência e emergência. Também quero ressaltar aqui a Educação. Nós conseguimos concluir 12 novas unidades escolares  e, dentre elas, cinco creches – onde conseguimos também dar o auxílio-alimentação para os professores e todos os profissionais. Também demos reajuste para os servidores nos primeiros três anos de governo.

EDUCAÇÃO

Nós assumimos o compromisso de construir no mínimo mais 10 creches. Falamos primeiro em construir, porque para fazer uma creche hoje custa R$ 1,2 milhão e para manter, por mês, custa R$ 900 mil. Depois, vamos observar o crescimento financeiro da cidade para implantar o tempo integral. Não adianta falar de creche em tempo integral agora se estou com as crianças fora da escola. Eu peguei a prefeitura com 80% das nossas crianças de 0 a 4 anos fora da creche, então temos de colocá-las na escola primeiro. Conseguimos criar pouco mais de 1.200 vagas, mas não são suficientes. Primeiro temos de colocar as crianças no ensino regular.

CAPTAÇÃO DE RECURSO

Vamos atrair mais empresas para a cidade e colocar em prática as PPPs (Parcerias Público-Privadas). Vamos iniciar com iluminação pública e com o recurso economizado investiremos nas áreas prioritárias: Saúde e Educação. E assim vamos trabalhar sucessivamente em outras áreas para que possamos economizar e conseguir investir, além de melhorar a arrecadação de novas empresas e também dos convênios.

PRIMEIRO MANDATO

Esperava encontrar uma economia crescente, assim conseguiria fazer muito mais coisas. Então imagino que a população também esperava. Mas nós tomamos um balde de água fria, quando Cariacica começou a perder R$ 50 milhões por ano. E estamos ainda nessa perda gradativa, ano a ano. Eu acho que a população esperava mais, assim como eu, mas com toda essa limitação financeira, ficamos presos em melhorar e aumentar serviços e cuidar de manter as contas equilibradas.

REELEIÇÃO

Já conheço a máquina como prefeito, que é quem executa, e não como deputado ou vereador. E estamos administrando em tempos muito difíceis. É a pior crise que o Brasil viu e é o pior período para ser prefeito no Brasil. E nós estamos com as contas equilibradas, administrando com seriedade e sem desvios de recursos, sem estar metido com corrupção. Conhecemos a cidade. E além de tudo isso, eu sou morador daqui. Nada melhor do que deixar alguém que conhece toda a realidade, vivendo também na cidade e sabendo dos nossos desafios. Se conseguimos fazer mais de 600 obras com pouco recurso em quase quatro anos, vamos conseguir fazer muito mais nos próximos quatro anos, além de também novos aliados, principalmente o Marcos Bruno (Rede, que declarou apoio a Juninho depois do primeiro turno), que trouxe novas ideias, um grupo com uma cabeça pensante incrível. É um grupo jovem, que quer ver Cariacica melhor.

ATRÁS NAS PESQUISAS

É uma situação muito similar a que passei anteriormente. E depois o resultado final, que é o da urna, vai acabar mostrando quem tem o trabalho na cidade e está comprometido. Acredito muito que a população, na hora da decisão final, vai ver tudo o que nós fizemos com dificuldade financeira. Me lembro muito de que no primeiro turno várias pessoas falaram que não passaria para o segundo. E passamos com 35% dos votos. Agora, é uma disputa de um contra um. Acredito que a verdadeira pesquisa é o dia da eleição. Vi muitas pesquisas errarem comigo com 2012. E agora sigo vendo uma situação muito parecida.

CONTAS 

É possível manter as contas em dia porque temos feito algumas ações paralelas, que têm nos colocado numa posição de equilíbrio. Mudar o horário de atendimento da prefeitura nos deu uma economia de R$ 3 milhões. Temos trabalhado com os efetivos e temos diminuído muito os contratos. Na prestação de serviço, temos otimizado em algumas áreas que as empresas acabaram entendendo, não colocando alguns profissionais em áreas quando não tem atividade naquele setor. No próximo ano, vamos ter de segurar um pouco no investimento para manter o custeio. No ano passado e neste ano, conseguimos ficar entre as seis cidades do Estado que mais investiram.  Assim vamos conseguir manter as contas equilibradas.

TROCA DE SECRETÁRIOS

Agora não preciso ficar conhecendo os secretários, porque esses quatro anos me deram essa condição de conhecer diversos profissionais da nossa cidade, de fora do município e nas diversas áreas. Isso me deu tranquilidade, tanto que consegui terminar o mandato com uma equipe há mais de um ano trabalhando. Nossa própria experiência nos dá uma garantia do novo governo de colocar uma equipe renovada, mas com conhecimento de causa. Vamos continuar exigindo que qualquer secretário que assumir em Cariacica tem de ser ficha limpa. Será uma escolha técnica. Pode até um partido ou outro indicar, mas com nenhum deles assumi esse compromisso de indicação partidária, até porque aprendi a lição. Quero um currículo técnico e, de preferência, morador da cidade.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

No primeiro turno tínhamos várias opções  para escolher na cidade. Ainda estava confuso por conta da campanha de vereadores. Agora no segundo turno temos duas opções, que as pessoas conhecem o passado político e o presente político. Não podemos errar, porque se a gente errar estaremos nos próximos quatro anos com alguém que pode não representar tão bem a cidade. Eu tenho a experiência do executivo, não estou falando enquanto legislativo, que são duas coisas muito diferentes e o meu compromisso é com a cidade de Cariacica. Não tenho compromisso com nenhuma outra cidade como os deputados têm. No primeiro turno sofri muitos ataques e mentiras. Agora sofro um único ataque e sou alvo de mentiras.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos