Foco

Justiça inocenta os 14 acusados por cratera que deixou sete mortos em SP

A Justiça de São Paulo inocentou todas as 14 pessoas acusadas de responsabilidade em um acidente nas obras do metrô, que deixou sete mortos em janeiro de 2007.

ANÚNCIO

O desabamento no canteiro de obras da estação Pinheiros, da Linha 4-Amarela, na zona oeste da capital, abriu uma cratera que engoliu caminhões, maquinários e quem passava pela rua.

Após a tragédia, a maior da história do metrô de São Paulo, viraram réus de ação penal cinco funcionários da estatal e nove do consórcio construtor ou de empresas terceirizadas.

Recomendados

Leia mais:
Vendedores ambulantes arriscam a vida nas marginais em São Paulo
Cartão Zona Azul em papel já é difícil de achar na capital paulista

De acordo com a decisão da Justiça, não ficou provado no processo que os técnicos do consórcio e do Metrô tinham condições de evitar o acidente. O Ministério Público de São Paulo recorreu da sentença em segunda instância.

O recurso deve ser analisado em novembro pelo Tribunal de Justiça.

Tags

Últimas Notícias