Foco

Procura por microcrédito em bancos cresce com desemprego no país

O empreendedorismo tem sido a saída encontrada por muitos brasileiros para driblar o desemprego. Acompanhando esse movimento, está crescendo em alguns bancos a procura pelo microcrédito, modalidade de empréstimo destinada a microeemprendedores – em muitos casos, na informalidade.

No Banco do Brasil,  o total desembolsado atingiu R$ 159 milhões em julho, volume 130% superior ao de janeiro deste ano. A alta é atribuída em parte pela demanda, mas também mudanças do produto do BB no final do primeiro semestre.  “Mesmo em condições econômicas desafiadoras, o segmento de empreendedores tem crescido ano a ano, como alternativa para manter a renda num ambiente com menos oportunidades de emprego”, diz o gerente geral de Negócios Sociais e Desenvolvimento Sustentável do BB, Asclepius Ramatiz Lopes Soares.

No Santander, o número de novos clientes de microcrédito cresceu 49% no primeiro semestre. “Em geral, ele é informal, não consegue comprovar renda e não é capturado pelo sistema financeiro. É o melhor instrumento para a sua inclusão”, diz o superintendente de Microcrédito do banco, Jerônimo Ramos.

Com taxas de juros de até 4% ao mês, o microcrédito é concedido, em geral, para capital de giro, reforma do estabelecimento e financiamentos de máquinas e equipamentos. Uma das diferenças em relação a outras modalidades de empréstimos é a avaliação do agente de microcrédito, que vai até o cliente para orientar o planejamento e a aplicação dos recursos de acordo com as necessidades do negócio e com a capacidade de pagamento.

Os bancos estão elaborando uma proposta que será apresentada ao Banco Central em novembro para ampliar o acesso ao microcrédito. Uma das demandas é a elevação do limite dos empréstimos, hoje em R$ 15 mil ao ano, para  algo entre R$ 40 mil e R$ 50 mil. Os bancos querem ainda que teto de faturamento anual para empreendedores que podem ter acesso ao microcrédito suba de R$ 120 mil para R$ 360 mil. Segundo Ramos, os valores não são atualizados desde 2003. 

ar

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos