Brasil

Renan diz que não vai votar em nenhuma fase e fará ‘esforço’ para sessão terminar às 22h

O presidente do Congresso, Senador Renan Calheiros (PMDB-AL) afirmou, nesta quarta-feira (11), que não vai votar em nenhuma fase do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Ele afirmou que “está lutando para manter a independência e a imparcialidade”. Segundo o senador, «votar seria negar tudo isso».

Renan afirmou ainda, pouco antes do início da sessão do Senado para votar a admissibilidade do impeachment de Dilma, que vai se esforçar para que a votação termina antes das 22h.

 Congresso precisa apoiar Temer

O Congresso precisa apoiar o vice-presidente Michel Temer na aprovação de reformas estruturantes, em especial a reforma política, caso ele assuma a Presidência da República por ocasião do afastamento da presidente Dilma Rousseff, afirmou  o presidente do Congresso.

«O presidente Temer, se for essa a decisão do Congresso Nacional, pelo menos na sua interinidade, e depois se for o caso da sua posse definitiva, é necessário que ele tenha o apoio do Congresso Nacional para fazer as reformas estruturantes e para fazer sobretudo a reforma política», disse Renan a jornalistas.

SIGA AQUI:

AO VIVO: Senado abre sessão para decidir se Dilma será afastada

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos