logo
Foco
Foco 08/04/2015

Mulher de Geraldo Alckmin fala da morte do filho pela primeira vez

Thomaz, ao lado mãe, Lu Alckmin | Rubens Chaves/Folhapress

Thomaz, ao lado mãe, Lu Alckmin | Rubens Chaves/Folhapress

Lu Alckmin, mulher do governador de São Paulo Geraldo Alckmin, quebrou o silêncio nesta quarta-feira, dia 8, para comentar a morte do filho caçula, Thomaz. O rapaz, que completaria 32 anos na última segunda-feira, dia 6, foi uma das vítimas do acidente de helicóptero que aconteceu na semana passada em Carapicuíba, na região metropolitana de São Paulo. Na ocasião, Lu estava em Campos do Jordão e foi chamada para voltar às pressas para casa pelo marido, que lhe deu a trágica notícia pessoalmente.

Com uma citação de Santo Agostinho, a primeira-dama do estado expressou seu sentimento de dor e agradeceu as manifestações de carinho por parte de seus seguidores na internet.

“‘O amor não desaparece jamais. Eu sou eu, vocês são vocês. O que eu era para vocês, eu continuarei sendo. Me dêem o nome que vocês sempre me deram, falem comigo como vocês sempre fizeram. Vocês continuam vivendo no mundo das criaturas, eu estou vivendo no mundo do Criador. Não utilizem um tom solene ou triste. Continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos. Rezem, sorriam, pensem em mim. Rezem por mim. Que meu nome seja pronunciado como sempre foi, sem ênfase de nenhum tipo. Sem nenhum traço de sombra ou tristeza. A vida significa tudo o que ela sempre significou, o fio não foi cortado. Eu não estou longe, Apenas estou do outro lado do Caminho Santo Agostinho'”. Thomaz Rodrigues Alckmin 6-4-1983 | 2-4-2015. Agradeço as mensagens de apoio e solidariedade que muito nos tem confortado nestes dias tão difíceis”, escreveu na legenda de sua foto do filho.

Corpo de Thomaz Alckmin foi enterrado no interior de São Paulo:

Na última segunda-feira, dia 6, Sophia Alckmin, outra filha do casal, também se pronunciou dizendo que tem rezado muito por todas as vítimas da tragédia. “Hoje o Thomaz, nosso caçulinha (mas o mais aventureiro e destemido de nós três) faria 32 anos. Falam que só damos o devido valor às pessoas quando as perdemos, mas este não é o meu caso. Sempre tive plena consciência e gratidão pela família maravilhosa que tenho. O coração já está apertado de saudades, mas cheio de histórias boas para relembrarmos. Rezo muito por ele, pelos amigos que se foram com ele, suas famílias e a nossa. Que todos nós encontremos paz e conforto na fé”, escreveu. Geraldo e Lu também são pais de Geraldo Alckmin Neto.

O filho caçula do governador de São Paulo era formado em administração de empresas e também pilotava helicópteros. Ele deixou a mulher, Taís Fantato, e duas filhas: Isabela, de 9 anos, do primeiro casamento com Fabíola Trombelli, e Julia, de pouco mais de 1 mês de vida, da atual relação.

Foto postada por Lu Alckmin | Divulgação/Instagram

Foto postada por Lu Alckmin | Divulgação/Instagram

O acidente

O helicóptero da empresa Seripatri Participações decolou do Helipark no fim da tarde de quinta-feira, dia 2. Além de Thomaz, estavam a bordo os funcionários da empresa Carlos Haroldo Isquerdo Gonçalves, de 53 anos, que pilotava o helicóptero no momento da queda e tinha mais de 30 anos de experiência; e Paulo Henrique Moraes, de 42 anos.

Os outros dois ocupantes, Erick Martinho, de 36 anos, e Leandro Souza, de 34, eram mecânicos da empresa de manutenção Helipark.

A queda aconteceu em cima de uma casa, na Estrada de Fazendinha, pouco depois das 17h. A aeronave havia passado por uma revisão e fazia um voo de teste.

Veja as outras vítimas da tragédia:

Reprodução/Band

Reprodução/Band