Brasil

Divulgação de lista de políticos da Lava Jato fica para sexta-feira

Com o gabinete abarrotado com cinco caixas de documentos, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki trabalha para tornar pública até esta sexta-feira a lista de políticos citados no esquema de propina da Petrobras e que sofrerão investigação.

Ao ser questionado nesta quarta-feira sobre novidades do caso Lava Jato ainda esta semana, o ministro foi lacônico. “Vai ter”, respondeu.

A preocupação é com a profusão de listas que vêm sendo vazadas, o que poderia fazer com os citados sejam pré-julgados.

Leia mais:
Renan e Cunha estariam na lista da Lava Jato entregue ao Supremo, dizem jornais

Zavascki escalou uma equipe para analisar os 28 pedidos de abertura de inquéritos e os 7 arquivamentos pedidos pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O ministro não tomará nenhuma decisão enquanto houver algum documento a ser analisado.

Além da queda do sigilo de parte da investigação, Zavascki também deverá decidir sobre desmembramento do processo.

Na lista de Janot são citados 54 nomes, mas alguns não têm mandato e poderiam ser julgados pela Justiça Federal do Paraná. São julgados no STF apenas o presidente da República, senadores, deputados e ministros de Estado.

Longa espera

No processo do mensalão, o intervalo entre a apresentação da denúncia pelo então procurador-geral Antônio Fernando de Souza e a abertura de processo demorou cinco meses. A conclusão do julgamento, no entanto, ocorreu cinco anos depois.

Pelo regimento do Supremo, o ministro não tem prazo para levar o caso a julgamento, que será feito pela 2ª Turma.

Existe ainda uma dúvida em relação à investigação contra os presidentes da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que poderiam ser levadas para o plenário.

Em conversas reservadas, Zavascki admite que pretende dar celeridade ao caso, mesmo que precise levar os acusados a julgamento à medida em que as denúncias forem apresentadas.

Untitled-1

 

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos