Foco

Assembleia Legislativa de SP aprova projeto que proíbe uso de bala de borracha

A Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou, por unanimidade, na noite desta quarta-feira, projeto de lei que proíbe o uso de balas de borracha em manifestações por agentes das polícias Militar e Civil. O projeto segue para sanção ou veto do governador Geraldo Alckmin.

Segundo o deputado Barros Munhoz (PSDB), líder do governo na Assembleia, Alckmin deve vetar o projeto.  Munhoz disse que é contra o projeto, mas votou a favor por causa de um acordo entre líderes.

O projeto de Lei  608 é de 2013 e foi apresentado pelo deputado João Paulo Rillo (PT). O aumento do número de protestos intensificou o uso do armamento, causando mais lesões corporais, diz a  justificativa do projeto.

O uso da munição já havia sido proibido pela Justiça em outubro, pela 10ª Vara da Fazenda Pública da capital. Mas, no mês passado, após recurso da Procuradoria do Estado, a liminar emitida foi derrubada. Na justificativa, o desembargador Ronaldo Andrade afirmou que não havia “comprovação de abusos em profusão a justificar a intervenção judicial”.

Em junho de 2013, Alckmin já tinha vetado o uso de  bala de borracha em protestos.

Na época, o uso do artefato nas manifestações contra o aumento do transporte provocou ferimentos em pessoas que não usavam as máscaras.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos