Foco

Otan não está pronta para ameaça russa, diz comitê

Tanques ucranianos no leste: ofensiva continua | Valentyn Ogirenko/Reuters
Tanques ucranianos no leste: ofensiva continua | Valentyn Ogirenko/Reuters

O Comitê de Defesa do Parlamento britânico disse nesta quinta-feira que a Otan (Organização para o Tratado do Atlântico Norte) não está preparada para a ameaça de um ataque da Rússia a um de seus Estados-membros. Os parlamentares pediram que mais equipamentos e tropas sejam posicionados nos bálcãs, mais vulneráveis.

Leia também:
• Ucrânia corta abastecimento de alimentos para separatistas no leste

Segundo o comitê, a anexação russa da Crimeia e o conflito no leste da Ucrânia, país que não integra a aliança, revelaram “deficiências alarmantes” na preparação da Otan e deveriam ser encarados como um “despertador”.

“A Otan tem sido muito complacente sobre a ameaça da Rússia, e não está bem preparada”, disse Rory Stewart, presidente do comitê.

A Polônia, vizinha da Ucrânia e membro da Otan, pediu tropas permanentes na região, como garantia contra uma intervenção russa. Mas a maioria dos países da Otan está relutante diante do custo e do risco de gerar mais antagonismo no Kremlin.

O alerta ocorre no momento em que se intensificam as ofensivas diplomáticas entre os dois lados. A UE aprovou a lei que restringe a vendas de armas para a Rússia e corta o financiamento para cinco grandes bancos russos. Moscou anunciou um embargo à soja da Ucrânia e disse avaliar restrições ao frango dos EUA.

Alimentos

Kiev decidiu cortar o suprimento de alimentos para Luhansk, cidade no leste do país controlada por rebeldes. A medida faz parte da ofensiva das forças de segurança do governo para tentar retomar a cidade.

O Exército ucraniano disse que praticamente fechou o cerco contra Luhansk, mas abriu um corredor humanitário para permitir a saída de moradores.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos