Foco

Holanda se vinga da Espanha e goleia por 5 a 1 de virada

Sneidjer e Robben comemoram a goleada da Holanda sobre a Espanha de Casillas | Michael Dalder/Reuters
Sneidjer e Robben comemoram a goleada da Holanda sobre a Espanha de Casillas | Michael Dalder/Reuters

No jogo de melhor nível técnico até o momento, a Holanda se vingou com estilo da derrota na final da última Copa e goleou impiedosamente a campeã Espanha, de virada, por 5 a 1, nesta sexta-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela primeira rodada do Grupo B do Mundial. (confira as fotos e os gols no fim do texto)

Na próxima rodada, a Espanha pega o Chile, no Maracanã, no Rio. A Holanda, por sua vez, encara a Austrália, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Os dois jogos estão marcados para quinta-feira.

O jogo
Apesar do indiscutível bom nível técnico dos jogadores, o primeiro tempo teve um número exagerado de jogadas duras e entradas desnecessárias no meio-de-campo. Os holandeses, talvez ainda ressentidos pela derrota na última Copa, pareciam mais nervosos.

Leia também
• México derrota Camarões por 1 a 0 na estreia e espera o Brasil
• Leitores do Metro registram festa na estreia do Brasil

O primeiro gol saiu aos 26, em mais um lance polêmico da Copa. Diego Costa recebeu em profundidade, invadiu a área e, no momento do carrinho de De Vrij, caiu ao pisar no pé do holandês. O árbitro caiu na dele e marcou pênalti. Xabi Alonso bateu e converteu, apesar de o goleiro Jasper Cillessen ter acertado o canto.

Quando os times desistiram de se bater, o jogo melhorou muito. Aos 43, Iniesta fez passe maravilhoso para David Silva, que invadiu a área sozinho e tentou de cobertura. Cillessen, espetacular no lance, fez grande defesa.

Não menos espetacular foi o gol da Holanda no minuto seguinte. Blind lançou para a área quase do meio-de-campo e Van Persie, de cabeça, encobriu Casillas. O goleiro espanhol, desta forma, deu adeus a quebra de recorde de invencibilidade, que continua com o italiano Valter Zenga, em 90, com 517 minutos. Faltaram 41 para o campeão do Mundo.

No segundo tempo, já com o gramado molhado por causa da chuva, o jogo continuou nervoso. A Holanda, confiante com o empate no fim da primeira etapa, foi logo atrás da virada, e novamente em grande estilo. Aos 8, depois de roubada de bola no campo de defesa, Sneijder serviu bem a Blind, que fez grande lançamento para Robben. O camisa 11 se livrou da marcação de Piqué e bateu para vencer Casillas.

O terceiro gol holandês veio com outra polêmica, aos 19. Sneijder bateu falta da esquerda na área e De Vrij desviou de cabeça na segunda trave para marcar. No lance, os espanhóis reclamaram, com razão, de uma falta de Van Persie em Casillas.

Já na base do desespero, a Espanha sofreu mais o quarto gol graças uma falha clamorosa de Casillas. Aos 27, na tentativa de repor a bola em jogo, o goleiro se atrapalhou na frente de Van Persie, que roubou a pelota e mandou para a rede.

Ainda mais abalada, a Espanha se jogou com tudo para frente e ficou aberta aos contra-ataques. Num destes, aos 35, Robben arrancou do meio-de-campo, ganhou de Sergio Ramos na corrida, invadiu a área, deixou Casillas no chão e chutou para decretar a goleada e dar início à festa antecipada da torcida holandesa.

[metrogallerymaker id=»144″]

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos