Foco

Criança é segunda vítima de enchentes no Paraguai

Número de vítimas atingidas pelas chuvas no Paraná passa das 560 mil | Arnaldo Alves / ANPr
Número de vítimas atingidas pelas chuvas no Paraná passa das 560 mil | Arnaldo Alves / ANPr

Uma criança de 10 anos é a segunda vítima fatal das inundações no Paraguai. Ela se afogou em uma vala perto do pátio de sua casa, após a cheia do rio Paraná. Segundo um informe policial, o corpo sem vida do menino – que, minutos antes, brincava no pátio – foi encontrado pelos pais na cidade de Missões, 300 quilômetros a sudeste de Assunção.

Na véspera, um homem morreu eletrocutado enquanto trocava uma lâmpada em sua casa, após a cheia de outro rio, o Paraguai.

No Brasil, as fortes cheias do fim de semana deixaram onze mortos e 560 mil afetados no estado do Paraná, no sul, sendo que a maioria das vítimas foram registradas no interior, informou a Defesa Civil.

As chuvas intensas do fim de semana passado fizeram transbordar os rios Paraguai, Paraná e seus afluentes internos. A SEN (Secretaria de Emergência Nacional) estimou em 150 mil os afetados no Paraguai.

Para reduzir a pressão das águas, as autoridades determinaram a abertura das comportas das represas hidroelétricas de Itaipu e Yacyretá, que o Paraguai compartilha com o Brasil e a Argentina, respectivamente, sobre o caudaloso rio Paraná.

Com 14 mil megawatts, Itaipu é a geradora de energia com maior potência instalada do mundo, enquanto Yacyretá produz 4 mil megawatts.

Nas Cataratas do Iguaçu, no rio de mesmo nome, na fronteira da Argentina com o Brasil, as autoridades suspenderam as visitas temporariamente.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos