Foco

Felipão diz que ele e Romário continuam amigos

Técnico Luiz Felipe Scolari durante a coletiva de convocação | Rafael Ribeiro / CBF
Técnico Luiz Felipe Scolari durante a coletiva de convocação | Rafael Ribeiro/CBF

Durante a convocação dos 23 jogadores que disputarão a Copa no Brasil, o técnico Luiz Felipe Scolari desmentiu que ele e Romário tenham cortado relações depois de 2002, quando o jogador foi preterido pelo treinador e ficou de fora da equipe que conquistou o penta.

“Agradeço ao Romário pelo apoio. Muitos têm a impressão de que não temos uma boa relação, mas continuamos amigos, mesmo ele não tendo ido para a Copa de 2002”, disse o treinador.

Fim da bronca

Depois da eliminação da Copa América de 2001, a Seleção Brasileira chegava à Copa do Mundo de 2002 desacreditada, principalmente depois de conquistar da vaga para o Mundial apenas na última partida das eliminatórias, com uma vitória por 3 a 0 em cima da Venezuela.

A sua opinião
• Você gostou da convocação para a Copa do Mundo? Conte para o Metro!

Aclamado pela torcida, Romário era tido como nome certo para a seleção que viajaria à Coreia e Japão, em 2002, mas para surpresa de todos Felipão resolveu não escalar o hoje deputado federal para o time que naquele ano conquistou o pentacampeonato para o Brasil.

Nesta quarta-feira, Romário deu uma declaração para o jornal “Extra” dizendo que não guarda rancor de Luiz Felipe Scolari pela não escalação em 2002.

Leia também
Jovens são aposta de Felipão na Copa; jogadores comentam
• Dilma comenta convocação de Felipão no Twitter

“Já fiquei p… com ele. Na hora, eu fiquei. Mas agora, acabou. Fui inclusive a favor da volta dele. Tem meu apoio. Ele é o cara ideal para estar à frente da Seleção”, disse.

Romário também desejou inspiração divina a Felipão na escalação da equipe para o Mundial deste ano.

“Espero que o Felipão esteja inspirado. Espero que Papai do Céu lhe dê sabedoria para que ele possa convocar os 23 melhores jogadores”, disse o baixinho.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos