Foco

Atirador deixa mortos e feridos em base do Exército nos EUA

Pelo menos um homem armado abriu fogo em Fort Hood nesta quarta-feira, deixando mortos e feridos em uma base do Exército no centro do Texas, nos Estados Unidos, a mesma que foi palco de um tiroteio em 2009, afirmou o secretário de Defesa, Chuck Hagel.

«É uma tragédia terrível. Nós sabemos disso. Sabemos que há vítimas, mortos e feridos», disse Hagel em entrevista coletiva em Honolulu, onde estava reunido com ministros da Defesa asiáticos.

«Nós não temos todos os fatos ainda. Ainda está sob investigação», acrescentou.

Recomendados

Uma autoridade norte-americana, que falou sob condição de anonimato, disse que havia um morto e 14 feridos, mas ressaltou que a informação era preliminar e que não poderia confirmar o relato de que o atirador estaria morto.

A base informou em um comunicado que sua diretoria de serviços de emergência «tem um relato inicial de que um atirador está morto», mas acrescentou que a informação não estava confirmada.

«O número de feridos não está confirmado neste momento», acrescentou.

A mídia local disse que poderia haver dois atiradores suspeitos.

O presidente dos EUA, Barack Obama, declarou que estava «com o coração partido» com outro tiroteio na base de Fort Hood.

«Nós estamos checando exatamente o que aconteceu», disse Obama a jornalistas em Chicago, para onde viajou para captação de recursos do Partido Democrata. «Estamos com o coração partido que algo assim possa ter acontecido de novo.»

O tiroteio foi o terceiro incidente desse tipo em uma base militar dos EUA em cerca de seis meses.

A base foi colocada em confinamento e a polícia isolou o perímetro do edifício, disseram oficiais militares e policiais. Imagens ao vivo de TV mostravam helicópteros sobrevoando a região.

Autoridades aconselharam os militares a ficar longe de janelas e manter as portas fechadas e trancadas.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos