Estilo de Vida

O amor chega à misteriosa Lady Whistledown na terceira entrega dos ‘Bridgerton’

A expectativa beira a ansiedade para os fãs de uma série que verão o personagem de Penelope Featherington assumir o protagonismo que tanto desejou nas temporadas anteriores

Tercera temporada de Bridgerton
Terceira temporada de Bridgerton Netflix

ANÚNCIO

A primeira metade da terceira temporada de ‘Bridgerton’ estreia nesta quinta-feira na Netflix. Os salões da Regência de Londres se vestem de gala para testemunhar se Penelope Featherington consumará, ou não, seu amor por Colin Bridgerton em uma história de amigos que se tornam amantes, voando entre o drama e a comédia.

ANÚNCIO

A passagem de Penélope para o epicentro da narrativa também significou que a atriz Nicola Coughlan enfrentaria novas pressões como protagonista de um dos programas mais assistidos e analisados na Netflix. "Nesta temporada, tenho sentido o peso nos meus ombros. Muitas das coisas que me acontecem na vida real também acontecem com a minha personagem. Ambas saímos das sombras para a luz e eu não sabia se estava preparada. Tem sido um desafio assustador e catártico que tenho desfrutado muito", explica Coughlan.

A atriz garante estar pronta para o seu grande lançamento e, durante a entrevista de promoção do projeto, falou sobre o que sentiu ao filmar as cenas íntimas com o coprotagonista de sua série, Luke Newton. "No início me senti intimidada, depois fiquei muito feliz em filmá-las e fiquei ainda mais emocionada quando as vi. Elas foram ainda melhores do que eu esperava, porque são lindas, divertidas, inteligentes, sexy e cheias de suspense. Têm tudo. Estou muito orgulhosa". Entre os dois atores há uma química especial que se desenvolveu ao longo dos últimos anos. "É verdade que as cenas românticas são sensacionais, mas também é verdade que Luke e eu nos damos muito bem", revelou Nicola.

A transformação de Penélope é auxiliada pelo seu guarda-roupa audacioso. "Eu sempre digo que é a diferença entre um pijama e um vestido de festa; simplesmente você se comporta de maneira diferente quando veste esses vestidos. Você sabe que está diferente e por isso se sente diferente. Na primeira temporada, Marc Pilcher me disse que as notas sobre Penélope diziam que ela era desleixada, mas depois de duas temporadas, foi muito agradável finalmente usar roupas favoráveis que me ajudaram a ganhar confiança com o personagem".

As mulheres na série ‘Bridgerton’

Coughlan foi escolhida para interpretar Penélope pela própria Shonda Rhymes, a criadora de títulos como 'Grey's Anatomy', 'Scandal' ou 'How to Get Away with Murder'. Uma produtora dedicada a criar personagens femininas fortes e independentes que valorizam a amizade entre mulheres.

Centrada agora no Bridgertonverse, Rhymes reconhece que seus personagens femininos são completos e complexos. “Nossa série trata, de certa forma, sobre o mundo de trabalho das mulheres, embora o mundo delas seja o mercado matrimonial. É por isso que estamos constantemente focados nessas mulheres e como elas interagem entre si; suas esperanças e seus sonhos. Estamos tentando apresentar relacionamentos que reflitam como são as relações femininas no mundo real. A amizade feminina é fundamental para muitas de nós e frequentemente não é apresentada além de ser maliciosa. A partir do nosso universo, nos permitimos oferecer a essas mulheres amizades tridimensionais completas que se baseiam em muito mais do que o homem de quem gostam ou qualquer uma dessas coisas tolas. Realmente depende da confiança mútua”, apontou Rhymes.

A dinâmica da amizade entre mulheres é refletida na relação do casal chamada Pen-Eloise, formada por Eloise e Penélope. "Eu adoro a dinâmica Pen-Eloise. Acho que são meu exemplo favorito do que pode ser esse tipo de amizade. Elas são muito diferentes, mas também são parecidas em muitos aspectos. Para mim, mostram o que acontece quando alguém sente que perdeu a confiança e como isso afeta tudo em suas vidas", explicou Rhymes.

ANÚNCIO

De mãos dadas com Shonda Rhymes e a nova showrunner, Jess Brownell, 'Bridgerton' retorna em sua terceira temporada e descobre que Penelope Featherington (Nicola Coughlan) finalmente desistiu de seu antigo amor por Colin Bridgerton (Luke Newton). Nos primeiros episódios, a veremos procurando um marido que lhe proporcione independência suficiente para continuar sua vida dupla como Lady Whistledown, longe de sua mãe e suas irmãs.

Rhimes e a nova diretora de orquestra na produção, Jess Brownell, decidiram que a terceira temporada deveria se desviar da linha do tempo dos romances de Julia Quinn e focar em Penélope e Colin, um casal conhecido pelos fãs como 'Polin'. "Vimos Colin não entender completamente que Penélope está apaixonada por ele. Você só pode desenvolver essa dinâmica por um tempo antes que se torne frustrante", admitiu Brownell. Esta temporada é "muito mais leve e divertida do que já fomos no passado", acrescentou Brownell. Os roteiros se baseiam no talento de Coughlan como intérprete de comédia, em particular sua habilidade para piadas desconfortáveis, uma habilidade que ela demonstra quando Penélope se lança na temporada de bailes de Londres na tentativa de encontrar um marido. "Gosto de ser a estranha no canto. Eu fiz isso nas duas primeiras temporadas, mas agora Penélope se expõe e se esforça para conseguir o que realmente quer", afirmou Coughlan. Não podemos falar de Penélope sem mencionar Lady Whistledown, pois são a mesma pessoa. "Penélope vive com menos medo sobre Whistledown, porque viu que não pode mais negar as consequências de suas ações. Nas duas primeiras temporadas, ela soube como separar ambos os espaços, no entanto, agora ela tem que reconhecer que ambos estão se fundindo dentro dela e isso a incomoda. Acho que a maturidade nos incomoda a todos. Temos que aceitar as responsabilidades e entender que as pessoas agem com base nas palavras que decidimos", concluiu a atriz.

Estreia: 16 de maio estará disponível a terceira temporada de ‘Bridgerton’ na Netflix.

ANÚNCIO

Recomendado:

Tags


Últimas Notícias