Estilo de Vida

Relacionamento: você está em péssimas mãos; 5 formas de lidar com parceiros que comprometem sua segurança

Seu parceiro pode te manipular sem que você se dê conta…

rep

Existem algumas características alarmantes por parte de parceiros no relacionamento, que necessitam de uma atenção. Abusos psicológicos, diminuição do par, humilhações e outros tipos de atitudes negativas fazem parte do combo. Para fins de manipulação, por exemplo, muitos usam o ‘gaslighting’.

“Gaslighting nem sempre é óbvio e muitas vezes manifesta-se de formas secretas e difíceis de detectar. Compreender os efeitos e a dinâmica típica envolvida pode ajudá-lo a permanecer conectado com o seu senso de autoestima, tornando menos provável que alguém possa usar gaslighting como uma forma de manipulação ou abuso emocional contra si”, explica a terapeuta Amelia Kelley, ao portal Psychology Today.

Nem sempre tais comportamentos são tão escancarados. O perigo mora justamente na forma sutil de introduzir a manipulação e dependência emocional. Além disso, existem alguns possíveis passos capazes de evitar ser vítima das garras de uma pessoa manipuladora.

O ‘gaslighting’ jamais deve ser aceito. É importante buscar ajuda profissional de psicólogos e terapeutas, além de uma rede de apoio familiar e amigos para poder recorrer. Abaixo você confere alguns passos de prevenção, de acordo com a terapeuta Amelia Kelley.

Leia mais um artigo:

Relacionamento: você está em péssimas mãos; 5 formas de lidar com parceiros que comprometem sua segurança

  1. Identifique o manipulador com práticas de gaslighting. Preste atenção aos sentimentos de dúvida, perda de controle ou tendência a pedir desculpas demais.
  2. Crie espaço. Envolva-se em atividades externas, pratique a atenção plena e passe tempo com amigos e familiares.
  3. Reúna provas. Documente a iluminação a gás para ajudar a fundamentar seu senso de realidade e tomar melhores decisões.
  4. Envolva uma pessoa de apoio. Compartilhe suas experiências com uma perspectiva externa.
  5. Envolva-se regularmente no autocuidado. As técnicas incluem conversa interna compassiva, registro em diário, trabalho de respiração e muito mais.
Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos