Estilo de Vida

Boa alimentação e exercícios ajudam na prevenção e tratamento do câncer

Nesta quarta-feira, 8 de abril, Dia Mundial de Combate ao Câncer, vale destacar uma tendência em relação à doença no Brasil. Um estudo do Inca (Instituto Nacional do Câncer) aponta a redução na incidência de cânceres do colo do útero e de pulmão. De acordo com especialistas, isso não é resultado da eficácia de novos tratamentos, mas sim do impacto de hábitos saudáveis, tanto na prevenção quanto no tratamento.

“Essa redução tem relação com um menor consumo de cigarro (no caso do câncer de pulmão) e com realização  de mais exames preventivos (no câncer de útero)”, afirma o oncologista Felipe Roitberg, do Icesp (Instituto do Câncer, em São Paulo). Para ele, no combate ao câncer, tão importante quanto a abstinência do tabaco e do álcool, é a luta contra o sedentarismo. “É um dos principais fatores de risco atualmente”, alerta o médico. Ele destaca que a receita para a prevenção é simples: boa alimentação e atividades físicas.

Diferença no tratamento

Recomendados

Não é apenas na prevenção contra a doença que os hábitos saudáveis podem fazer diferença. “Do ponto de vista biológico, os pacientes respondem melhor ao tratamento e apresentam mais tolerância aos medicamentos quando bem nutridos e com prática de exercícios regulares”, defende Roitberg. Quando a prevenção primária não é possível, o diagnóstico precoce é fundamental na busca pela cura e por uma boa qualidade de vida, defende o oncologista, Paulo Hoff, diretor geral do Icesp.

Segundo o Inca, casos de câncer cresceram 20 % na última década. No Brasil, estima-se em 580 mil casos novos da doença só em 2015. De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), a doença atinge todo os anos mais de 12 milhões de pessoas no mundo. Até  2030, a perspectiva é de que o número chegue a 26 milhões. As mortes devem subir de 8 para 17 milhões.

Ranking-Câncer

 

 

 

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos