Esporte

Torcedores da Inglaterra e da Argentina ficam presos em aglomeração de abertura da Copa do Mundo de Rugby

Milhares de torcedores da Inglaterra enfrentaram aglomeração do lado de fora de estádio na França durante a Copa do Mundo de Rugby contra a Argentina.

Torcedores ingleses presos do lado de fora do estádio / Twitter

Em um cenário caótico do lado de fora do Stade Vélodrome, em Marselha, na França, milhares de torcedores da Inglaterra ficaram presos em aglomerações enquanto tentavam entrar para assistir à partida de abertura da Copa do Mundo de Rugby contra a Argentina, pelo Grupo D.

Menos de 40 minutos antes do início do jogo, inúmeras imagens mostraram torcedores espremidos uns contra os outros, enfrentando dificuldades para acessar o estádio.

Os problemas na noite passada pareciam estar relacionados às verificações de segurança em certos portões de entrada. Alguns torcedores usaram as redes sociais para expressar sua frustração, destacando que haviam chegado ao estádio antes do início do jogo, mas estavam em perigo de perder a partida devido à situação.

Um torcedor da Inglaterra afirmou: ?Foi um desastre completo. Não havia sinalização, ninguém para orientar - 67.000 pessoas sendo direcionadas por uma única escadaria. Cotovelos por toda parte. E quando você finalmente entra, as seções estão mal identificadas. Encontramos a nossa por acaso.?

Apesar de haver muitos assentos vazios dentro do estádio, os organizadores do torneio se recusaram a adiar o início do jogo.

Agora, as autoridades francesas podem enfrentar uma nova investigação sobre a organização e a gestão de um grande evento esportivo.

A UEFA posteriormente defendeu as ações da polícia, enquanto figuras políticas francesas acusaram os torcedores de conduta desordenada e de possuir milhares de ingressos falsos - apesar de essas alegações posteriormente se mostrarem falsas.

A partida começou com 36 minutos de atraso, e houve dezenas de prisões e centenas de feridos.

Uma investigação completa foi realizada, e um relatório concluiu que a UEFA foi responsável pelas falhas organizacionais e de segurança que ocorreram antes do jogo, não os torcedores de Liverpool ou Madrid.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos