Esporte

G-6 do Brasileirão pode virar até G-9; entenda

Depois do título, a “vaga na Libertadores” é o objetivo da maioria dos 20 times que entram na Série A do Campeonato Brasileiro. E, com o passar dos anos, essa meta vai ficando cada vez mais acessível.

Há dois anos, havia o G-4, sendo que o quarto colocado do nacional iria para a fase preliminar do campeonato continental. Nesse ano, o torneio já começou com G-6 – com o quinto e sexto nessa condição. Acontece que, quem ganha a Copa do Brasil leva também uma vaga direta. Se um brasileiro levantar a taça da Sul-Americana e da própria Libertadores, já se garante na disputa do ano seguinte.

Se por acaso essas equipes figurarem entre o G-6, abre um posto e o grupo vira G-7. Foi o que aconteceu com o Cruzeiro, que derrotou o Flamengo na final da Copa do Brasil. Como a Raposa também vai bem no Brasileirão, na 5ª posição com 47 pontos, o G-7 está assegurado. Mas isso ainda pode aumentar.

Três brasileiros ainda estão na briga da Sul-Americana. Dois deles se enfrentam nas quartas de final: Flamengo e Fluminense. No primeiro jogo, o rubro-negro venceu por 1 a 0. Se seguir até o título e mantendo a boa campanha no Brasileirão – hoje é o 7º, com 46 pontos –, a chance do G-7 virar G-8 é grande.

O Fluminense, a exemplo do Sport – que disputa com Junior Barranquilla –, estão mais abaixo na tabela nacional, 13º e 15º respectivamente, não abririam hoje essa vaga extra.

Como se não bastasse, ainda tem o Grêmio fazendo bonito e com um pé na final da Libertadores. Venceu por 3 a 0 o Barcelona-EQU na primeira partida da semifinal e tem tudo para se garantir. Se chegar lá, o G-9 vem aí, uma vez que os gaúchos estão em 4º no Brasileirão, com 50 pontos.

O morno

Se o G-9 se tornar uma realidade, as seis vagas para  Sul-Americana de 2018 – com G-6, seria do 7º ao 12º lugar do Brasileiro – também desce em cascata. Nessa configuração, seria da 10ª à 15ª  posição. Considerando que os últimos quatro caem de divisão, só o 16º colocado ficaria neutro, sem se classificar e sem ser rebaixado. 

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos