Esporte

Chilenos detidos na Arena Corinthians devem passar dia no Brasil

Os 26 torcedores chilenos da Universidad de Chile que foram detidos por vandalismo na Arena Corinthians durante derrota por 2 a 0 para o Timão devem passar o dia no Brasil. Eles prestam depoimento na delegacia de Ponte Rasa, na zona leste de São Paulo.

A partida válida pela Copa Sul-Americana foi marcada por confusão no setor dos visitantes. Antes de a bola rolar, torcedores quebraram cadeiras ao pular sobre assentos. Na sequência, eles passaram a jogar os objetos contra os corintianos, que revidaram. No intervalo, o grupo depredou os banheiros e entrou em confronto com a polícia, que agiu de forma ostensiva e retirou os vândalos do estádio.

O time paulista vai preparar um relatório com um levantamento dos danos para ser encaminhado à Universidad de Chile e à Conmebol. O Corinthians pretende que o clube chileno arque com os danos promovidos por seus torcedores.

Leia mais:
26 chilenos são detidos após depredação na Arena Corinthians

Segundo o gerente de Operações da Arena Corinthians, Ricardo de Souza, o clube pretende utilizar as câmeras de segurança do estádio para identificar os vândalos e individualizar a conduta dos torcedores.

Na confusão, além dos 26 detidos, dois policiais militares e outras quatro pessoas ficaram feridas. A funcionária que estava na bilheteria depredada ficou em estado de choque e também teve que ser atendida no pronto-socorro.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos