Esporte

McLaren ameaça trocar motores Honda pelos Mercedes

A McLaren está «estudando opções» após o fraco desempenho dos motores Honda. Segundo o jornal espanhol AS, a equipe de Fórmula 1 sondou a Mercedes, cujos motores já usou, a respeito de um futuro fornecimento na esteira dos problemas que teve nos testes da pré-temporada.

ANÚNCIO

A rede BBC noticiou nesta quinta-feira que Toto Wolff, diretor e membro do conselho da Mercedes, que tem sua própria equipe de F-1, estaria aberto à possibilidade de atender seus ex-parceiros.

«A McLaren não descartou a ideia de procurar em outros fornecedores (de unidades motrizes)», relatou o site motorsport.com, parte da Rede Motorsport, cujo presidente do conselho é o novo diretor-executivo da McLaren Technology Group, Zak Brown.

Recomendados

A Mercedes não quis comentar e a McLaren disse que não iria falar sobre especulações da mídia. Mas um porta-voz admitiu que a pré-temporada foi «desafiadora e decepcionante».

«Estamos trabalhando com a Honda para tratar das limitações e deficiências», disse. «Estamos estudando opções junto com a Honda.»

A McLaren teve uma parceria bem-sucedida e vencedora de títulos com a Honda entre 1988 e 1992, período no qual o brasileiro Ayrton Senna foi tricampeão mundial pela equipe. Mas a renovação da relação, iniciada em 2015, tem sido difícil para a escuderia, que não vence uma corrida desde 2012, quando ainda usava motores Mercedes.

A Mercedes já foi parceira da McLaren, entre 1995 e 2014. Neste período, o time conquistou o título de construtores em 1998 e o de pilotos em 1998 e 1999, com o finlandês Mika Hakkinen, e 2008, com o inglês Lewis Hamilton.

Tags

Últimas Notícias