Esporte

Nadal não garante participação no Rio 2016 por questões de saúde

selo olimpiada rio 2016 Rafael Nadal admitiu que ainda não tem certeza de que poderá representar a Espanha nos Jogos Rio 2016, já que suas preocupações de saúde permanecem. O medalhista de ouro de 2008 teve que abandonar a edição de Roland Garros deste ano por causa de uma lesão no punho e também se ausentou de Wimbledon.

«Não estarei no melhor nível em nenhuma das categorias», disse Nadal a jornalistas depois de chegar ao Brasil no domingo. «Não competi em dois meses e não andei treinando muito». «Irei treinar aqui alguns dias para ver o que posso fazer e depois decidir o que será melhor, mais positivo para mim e a equipe», disse.

Na semana passada, David Ferrer, colega de equipe de Nadal, reconheceu que a condição física do compatriota e vencedor de 14 títulos de Grand Slam é «delicada». Nadal, que é o quinto do mundo e deve ser o porta-bandeira da Espanha na Rio 2016, não participou dos Jogos de 2012 devido a uma lesão, e sua eventual desistência seria um golpe considerável para o torneio olímpico de tênis, do qual vários outros jogadores da elite mundial também estarão ausentes.

Recomendados

Veja também:
Metrô olímpico inicia operação com funcionários ainda trabalhando
Carroça, não! Cavalos vêm aos Jogos do Rio de primeira classe
Hotéis do Rio estão a postos para receber turistas de quase 200 países

Roger Federer não irá jogar por conta de um problema no joelho e Milos Raonic, finalista em Wimbledon, justificou sua desistência citando o temor do zika vírus.

Nesta segunda-feira, o tenista espanhol treinou por mais de duas horas nas quadras do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca. O ex-número um do mundo aparentava estar bem fisicamente e trabalhou hoje sob a supervisão do tio e técnico, Toni Nadal.

Por enquanto, Nadal está inscrito nas chaves de simples, duplas e duplas mistas. O tenista, que foi campeão olímpico nos Jogos de Pequim-2008, será o porta-bandeira da Espanha na cerimônia de abertura.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos