Esporte

Receita Federal cobra quase R$ 1 milhão de Dunga

Dunga foi anunciado nesta terça-feira como o novo treinador da Seleção | Bruno Domingos/Mowapress
Dunga nega as acusações da Receita | Bruno Domingos/Mowapress

ANÚNCIO

A Receita Federal cobra quase R$ 1 milhão do técnico Dunga, de volta à seleção brasileira, por uma movimentação financeira no exterior. O treinador já perdeu uma ação na instância interna da Receita e, em novembro do ano passado, teve um recurso rejeitado.

Segundo o jornal “Folha de S. Paulo”, a movimentação financeira ocorreu em questão ocorreu em 2002 e Dunga nega as acusações de que não teria pagado o imposto cobrado sobre esse valor movimentado fora do país.

Recomendados

Ainda de acordo com a “Folha de S. Paulo”, essa operação sob suspeita envolve depósitos numa conta de Dunga no Banco do Brasil no exterior – o treinador não teria declarado essas receitas ao fisco.

Já Dunga, à publicação, afirma que esses depósitos são de um pagamento recebido por um empréstimo que havia concedido, em 1998, ao Júbilo Iwata, clube que defendeu no Japão. Ainda segundo o treinador, o imposto sobre essa transação não foi pago porque não houve “acréscimo patrimonial” – ele teria recebido de volta o mesmo valor emprestado anteriormente.

Tags

Últimas Notícias