Entretenimento

Netflix: o aclamado filme de terror que dura menos de 2 horas e vai deixar você chocado

É uma produção que conseguiu se tornar um dos filmes mais assistidos na plataforma de streaming.

Netflix: la aclamada película de terror que dura menos de 2 horas y que te dejará conmocionado

Quando a sociedade atinge seu ponto mais baixo e chega à total solidão, resta apenas um caminho a seguir: a sobrevivência. Esta é a premissa do novo filme da Netflix, aclamado pela crítica internacional como uma das melhores produções do gênero e que se tornou a escolha perfeita para assistir no fim de semana.

“Destinos à Deriva” tornou-se um dos filmes mais aclamados pela crítica

O filme número um na plataforma da Netflix e na crítica quebra todas as barreiras das histórias de sobrevivência, já que “Destinos à Deriva” apresenta uma trama interessante que aborda um mundo distópico onde mulheres são sequestradas e levadas em contêineres. O filme segue a história de Mia, uma mulher grávida de nove meses que, após ser separada à força de seu marido, terá que lutar por sua sobrevivência quando uma forte tempestade a joga no mar. Sozinha e à deriva no meio da imensidão do oceano, Mia enfrentará tudo para salvar sua vida e a de sua filha.

"Depois de fugir de um país totalitário e devastado, uma mulher grávida deve sobreviver presa em um contêiner no meio do mar", revela a sinopse oficial na Netflix.

Recomendados

“Destinos à Deriva” se tornou um dos filmes mais assistidos da Netflix

Trata-se de uma produção espanhola dirigida por Albert Pintó, escrita por Indiana Lista, Ernest Riera, Miguel Ruz, Seanne Winslow e Teresa Rosendo. Além disso, é estrelada por Ana Castillo com a participação de Tomas Nova.

Segundo as palavras do diretor, o filme “foi uma jornada de três anos onde meu desejo era criar um filme tangível, com cheiro de sal, cru e emocionante, onde você se envolverá no drama de nossa protagonista e não se separará dela em momento algum. Sentir sua dor e sua alegria tão perto quanto possível, viver a sobrevivência em nossas próprias peles”.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos