Raising Hell: Livro compartilha memórias das lendas do metal

Por Metro World News São Paulo

Chega nesta terça-feira (7) às livrarias internacionais o livro “Raising Hell: Backstage Tales from the Lives of Metal Legends” (‘Histórias dos Bastidores das Vidas de Lendas do Metal’). Em trecho divulgado em primeira mão pelo site Consequence of Sound, Corey Taylor, do Slipknot, e Gary Holt, do Exodus e do Slayer, contam os acidentes de palco mais tensos que já sofreram.

Leia mais:
MIS: Mostra gratuita reúne musicais que celebram a liberdade individual

“Eu estava cantando em cima de um monitor. Escorreguei, caí de cabeça e torci meu pescoço. Como dava para mexer os dedos das mãos e pés, concluí ‘Que se dane, estou bem’, e fiz o show até o final”, revelou o vocalista do Slipknot. Já o guitarrista do Slayer e do Exodus relembrou a vez em que levou uma guitarrada bem no meio da testa. “Tocávamos com aquelas Jackson pontiagudas. A gente se cortava fundo, sangrava pelo palco todo e tomava ponto falso quando acabavam as apresentações”, relatou o músico, que também já fez “17 shows seguidos dopado de morfina e com uma costela quebrada.”

Entre outros artistas que participam da obra de Jon Wiederhorn, mesmo autor do celebrado “Louder than Hell”, sobre a história do heavy metal, estão Black Sabbath, Judas Priest, Lamb of God, Twisted sister, Quiet Riot, Disturbed e Megadeth. Os depoimentos foram pinçados de mais de 150 entrevistas exclusivas.

Livro Raising Hell Reprodução
Loading...
Revisa el siguiente artículo