Entretenimento

Em busca de informações, Harvey Weinstein processa a própria produtora

A companhia de cinema The Weinstein Co foi processada na última quinta-feira, dia 26, por seu fundador e ex-co-presidente Harvey Weinstein, que busca informações que possam ajudar a defendê-lo contra acusações de abuso sexual e também ajudar a defender a companhia contra possível responsabilidade.

Em processo preenchido no Tribunal de Chancelaria de Delaware, Weinstein disse precisar de informações para evitar que a companhia, que ele e seu irmão continuam sendo os maiores investidores, seja prejudicada por acordos legais não justificados.

Leia mais:
Polícia de Los Angeles investiga Harvey Weinstein por alegação de agressão sexual de 2013
Após denúncias, Harvard revoga medalha dada a Weinstein

Representantes de Weinstein e da The Weinstein Co não responderam imediatamente a pedidos de comentários.

A The Weinstein Co tem sido uma das forças mais influentes de Hollywood desde seu lançamento, em outubro de 2005, e produziu e distribuiu filmes como «O Discurso do Rei» e «O Lado Bom da Vida».

O jornal The New York Times relatou neste mês que Weinstein, de 65 anos, havia feito oito acordos anteriores não divulgados com mulheres que lhe acusaram de abuso sexual e contato físico indesejado.

A revista The New Yorker relatou que 13 mulheres haviam se queixado de abusos ou assédios cometidos por ele.

Na terça-feira, dia 24, uma atriz que acusa Weinstein de abuso sexual entrou com processo de negligência contra a companhia, dizendo que a The Weinstein Co estava ciente de que seu co-fundador havia entrado em acordos por outras acusações de assédio e abuso e não deveria ter deixado que ela se encontrasse privadamente com o produtor de cinema em um quarto de hotel.

Tags

Últimas Notícias


Nós recomendamos